Segurança de Shopping tenta impedir homem de pagar almoço para criança | MUVUCA POPULAR

Domingo, 24 de Junho de 2018

BRASIL Terça-feira, 12 de Junho de 2018, 19h:38 | - A | + A




Segurança de Shopping tenta impedir homem de pagar almoço para criança

Por: Redação

Um segurança do Shopping da Bahia tentou impedir um homem de pagar um almoço para uma criança, nesta segunda-feira (11), conforme relato, incluindo vídeo, do próprio envolvido.

Kaique Sofredine conta, em publicação no Facebook, que o funcionário disse que a criança não ia comer. “Foi uma longa discussão até chamar o supervisor dele e, por fim, deixar o menino comer no shopping", explica Sofredine.

O vídeo já alcançou mais de 10 milhões de visualizações em todo Brasil, e chocou a todos. Nele é possível perceber a insistência do segurança em não deixar a criança comer. "Ele não vai comer e pronto", repetia ele.

Em nota, o Shopping da Bahia pediu desculpas pelo ocorrido. "A postura adotada não condiz com o treinamento recebido pelos funcionários, tanto que a atitude tomada pelo supervisor de segurança reforça o direito do cliente e o acolhimento com a criança. Reforçamos que nossa operação atua em alinhamento com órgãos de defesa dos direitos humanos, como o Conselho Tutelar e o Juizado de Menores.

O empreendimento reforça ainda que, em seus 42 anos de história, sempre teve orgulho de manter uma relação de proximidade e respeito com seus clientes, valorizando a cultura e o povo da Bahia", diz.

VÍDEO

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(11) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Rosa - 13-06-2018 13:19:01

O rapaz agiu com verdadeira nobreza.Agiu com cidadania.Ficou o exemplo para todos nós brasileiros.

Responder

3
1


Rozendo - 13-06-2018 13:18:06

Lamentável que existam seguranças tão despreparados e desrespeitosos com o ser humano... Parabéns pela atitude do rapaz que enfrentou e deu o alimento à criança!

Responder

3
0


Maria - 12-06-2018 21:00:22

Se fosse comigo eu teria dado um show tão grande que iria acudir polícia, bombeiro, conselho tutelar, Procon, ministério público etc!

Responder

7
4


Glaucio - 12-06-2018 20:19:25

O Ministério público deve ser provocado e então fazerem os criminosos; seguranças e shopping serem indiciados por preconceito, coação seguida de maus tratos.

Responder

9
5


wilton gonçalves - 12-06-2018 20:18:47

Os pais não deixam as crianças na rua para isso porque querem, mas porque o trabalho delas ajuda na geração de renda para a própria família. Pessoas que não conhecem a realidade é que querem opinar!

Responder

4
9


Giovani - 12-06-2018 20:16:52

Quem nunca passou fome na vida não pode falar nada, na minha opinião segurança pensa que é policial, tentando impedir que um cristão tenha a boa vontade de pagar um prato de comida para quem não come esse segurança deveria ser demitido por justa causa, porque no dia que passar fome, vai ver a besteira que fez com o próximo, isso vale pra todos. Deus abençoe esse cristão que teve compaixão com o próximo.

Responder

12
1


Paulo - 12-06-2018 20:14:41

Por isso que este país e uma bosta...negar comida a uma criança!

Responder

11
1


Valdemari - 12-06-2018 20:14:00

Eu acredito que o segurança foi orientado para esse tipo de abordagem... Depois vai o shopping e diz q não condiz com treinamento duvido que ele fez pq quis... Ele foi orientado a fazer isso, tenho certeza só quem trabalha com publico sabe as orientações. Tem que ser processado e rancar até a tampa

Responder

15
1


Giovana - 12-06-2018 20:12:51

Essa situação toda poderia ser evitada se o governo criasse uma especie de bolsa-menino de rua, seria uma valor mensal para essas crianças que perambulam pelas ruas sem teto. Com esse dinheiro essas crianças poderiam se alimentar sem ter que ficar pedindo esmolas por aí. Um valor de uns 1.000 reais mensais já seria um inicio para ajudar essas crianças. É a minha opinião.

Responder

2
12


- 14-06-2018 16:32:13

boa tarde! Eu concordo com você que deveria ter uma politica acolhesse essas que vivem em situação de rua, não sei bem se der o dinheiro seria o melhor nesses casos. Pois não adianta da um dinheiro se essa criança vive em situação precária, deveria ser feito uma analise e estrutura social e familiar dessas pessoas , e com dados e índices verificar qual séria a melhor solução.

Responder

1
0


Ribeiro - 12-06-2018 20:11:57

Deveriam ter chamado a polícia e prender o segurança por preconceito e discriminação. Que sujeito idiota em todos os sentidos.

Responder

11
2


11 comentários

coluna popular
Emanuel falará com a imprensa pela tarde
Gosto por carros era tanto que faltou fazer sexo
Veja o resultado completo
Jogo duplo de candidato pode enterrar sua eleição
PT, MDB e PSDB possuem as maiores quantias

Últimas Notícias
24.06.2018 - 18:18
24.06.2018 - 18:17
24.06.2018 - 15:58
24.06.2018 - 10:30


Nenhum deles

Mauro Savi

Wilson Santos

Wagner Ramos

Eduardo Botelho

Prof. Allan Kardec

Nininho

Janaina Riva

Valdir Barranco

Romualdo Júnior

Saturnino Masson

Silvano Amaral

Sebastião Rezende

Max Russi

Guilherme Maluf

Gilmar Fabris

Dilmar Dal Bosco

Max Russi

Roberto Bezerra

Niuan Ribeiro

Paulo Araújo

Antônio Marçal

Josair Lopes

Waldir Caldas

Diany Dias

João Batista

Oscarlino Alves

Edmundo César

Henrique Lopes

Suelme Evangelista

Carlos Avalone

Carlos Brito

Leonardo Oliveira

Layr Mota

Cabo Juliano

Dr. Edvaldo

Professora Rita

Nieta

Sergio Lader

Diego Guimarães

Juca do Guaraná

Faissal

Gilmar Fabris

Ademir Brunetto

Pedro Satélite

Oscar Bezerra

Zeca Viana

Luizinho Magalhães

Baiano Filho

Branquinha

Jajah Neves

José Antônio Pilegi

Luis Braz

Emílio Populo

Marcio Mendes

Cláudio Sena

Emídio de Souza

Major EB Cicero

Guarda Sttefany

Auditor Claudemir

Sargento Joelson

Gisele Lopes

Dr. Divino Henrique

Sr. Elias

Dr. Ardonil

Eliseu Nascimento

Samir Katumata

Dilemário Alencar

Gislene Cabral

Madona

Túlio Fontes

Joyce Lombardi

Miley Alves

Lúdio Cabral

Césare Pastorello

Dr. Daude

Edinho Paiva

Alex Rabelo

Leonice Lotufo

Djalma Sabo Mendes

Maviane Ramalho



Informe Publicitário