Mãe é procurada pela polícia no MT após fugir com filha que morava em MS | MUVUCA POPULAR

Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

CIDADES Terça-feira, 31 de Julho de 2018, 10h:48 | - A | + A




POLÍCIA

Mãe é procurada pela polícia no MT após fugir com filha que morava em MS

Por: Redação

O desaparecimento da menina Mayza Valentina Mattos Camargo, de 6 anos de idade, que foi levada da casa dos pais adotivos, em Bela Vista (MS), para Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, pela mãe biológica dela, Gleice Mara Dias, completou um mês nessa segunda-feira (30), sem que a polícia tenha pistas do paradeiro da criança.

A família adotiva de Mayza está em Mato Grosso à procura da criança. Os servidores públicos João Gomes de Carvalho e Jane Mary Garcia Mattos Carvalho contam que detém a guarda provisória da menina e que a mãe biológica conseguiu autorização provisória da Justiça para visitar e passar fins de semana e feriados com a filha.

Eles contam que, no dia 30 de junho, Gleice foi até à casa deles, com a promessa de entregar a filha novamente no dia seguinte. Porém, segundo os pais adotivos, ela desapareceu com a menina, contando com a ajuda do marido dela e de uma advogada.

Segundo os pais adotivos, apesar de não saberem o paradeiro da filha, foram surpreendidos por uma ação movida por Gleice na 1ª Vara da Família de Rondonópolis, onde pede à Justiça pela guarda provisória de Mayza.

"O juiz de Mato Grosso declinou, por questão de competência, porque a Mayza mora em Bela Vista (MS). E o Juízo de Mato Grosso do Sul arquivou o pedido porque já existe um processo correlato a esse, onde a Gleice perdeu a guarda e nós conseguimos a guarda provisória, por meio de decisão judicial", explicou o pai adotivo.

 

Investigação

 

Na semana passada, os pais adotivos procuraram a Polícia Civil de Bela Vista para pedir o indiciamento da mãe de Maysa, do marido dela e da advogada que atuou no caso. Eles também procuraram pela Promotoria de Justiça de Mato Grosso do Sul para pedir celeridade no caso.

 
 
Pais adotivos saíram de Bela Vista (MS) para Rondonópolis (MT) para tentar encontrar a filha (Foto: TVCA/Reprodução)Pais adotivos saíram de Bela Vista (MS) para Rondonópolis (MT) para tentar encontrar a filha (Foto: TVCA/Reprodução)

Pais adotivos saíram de Bela Vista (MS) para Rondonópolis (MT) para tentar encontrar a filha (Foto: TVCA/Reprodução)

Por telefone, o delegado Regional de Rondonópolis, João Paulo de Andrade Farias, disse que a Polícia Civil de Mato Grosso não tem atribuição para apurar o caso e que os investigadores locais só têm dado apoio em diligências, como cumprimento de mandados de prisão e busca e apreensão que forem expedidos pela Comarca de Bela Vista.

O delegado também disse que a Polícia Civil de Bela Vista conseguiu um mandado de busca e apreensão e ordem precatória contra a mãe biológicae que as buscas já foram feitas em Rondonópolis, Guiratinga e Água Boa, todas sem sucesso.

 

Adoção de Mayza

 

Segundo a família adotiva, a mãe biológica - que foi casada por quatro anos com o irmão de Jane - entregou a filha espontaneamente a eles em 2014, quando Mayza tinha 2 anos. De acordo com os pais, quando o casal se separou, nenhum dos dois queria ficar com a menina.

Gleice, então, teria procurado Jane, pedindo à ela para que ficasse com a criança. De acordo com eles, a mãe biológica dizia que queria entregar a menina porque queria se mudar para Portugal.

Em outubro do ano passado, João e Jane conseguiram a guarda definitiva de Mayza. Mas, no início de 2018, Gleice procurou a Justiça para revogar a decisão e ter a filha de volta, o que foi negado em primeira instância.

 

Após a derrota, la ingressou com processo para ter direito de visitar Mayza, o que foi concedido. A primeira visita autorizada foi no dia 30 junho, quando ela desapareceu levando a filha.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários