Senador "luta" até contra Sem Teto | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

COLUNA POPULAR Sexta-feira, 11 de Maio de 2018, 22h:08 | - A | + A




Medeiros faz tudo para aparecer

Senador "luta" até contra Sem Teto

José Medeiros (Podemos) é processado por dano moral por Guilherme Boulos (Psol). Boulos é o nome mais conhecido da militância dos "sem teto" e coordena o MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), com forte atuação em São Paulo, onde atuam outros 13 movimentos coordenados pela FLM (Frente de Luta por Moradia), exceto o MLSM (Movimento de Luta Social por Moradia), que ocupou o prédio, que desabaria após um incêndio no dia 1º de maio. Diferente dos outros movimentos, o MLSM cobrava aluguel.

São Paulo tem 150 prédios ocupados atualmente. O que impulsiona a criação de grupos de ocupação em prédios públicos abandonados é o déficit habitacional paulista de 1,6 milhões de moradias (são 7 milhões no Brasil). O problema é crítico para milhões de famílias brasileiras. Mas o senador Medeiros preferiu acusar Boulos. O pior de tudo é que Medeiros apenas acusou Boulos quando se sentiu confortável em companhias como as de Eduardo Bolsonaro ou Marco Antonio Villa.

O senador José Medeiros ainda é o mesmo recém-chegado ansioso para agradar a quem o impressiona. Foi assim quando chegou ao Senado Federal e “grudou” em Aécio Neves (PSDB), passando logo depois a “bater” em Dilma Roussef (PT). Anos atrás renunciou ao catolicismo para participar da igreja evangélica neotestamentária, depois freqüentou outras denominações, e mesmo com a má fama de Michel Temer (MDB) no campo religioso, e político, acabou se tornando um dos defensores mais fervorosos do presidente.

Sem votos, alçado ao senado na aba do hoje governador Pedro Taques, Medeiros também dá bolada nas constas do ex-aliado, e anda correndo desesperado atrás de alguma coligação que o aceite com essa personalidade política instável, claudicante e até que se prove nas urnas, inexpressiva.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários