Temer sanciona criação da Universidade Federal de Rondonópolis | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 18 de Junho de 2018

EDUCAÇÃO Quarta-feira, 21 de Março de 2018, 17h:36 | - A | + A




Temer sanciona criação da Universidade Federal de Rondonópolis

O Diário Oficial publicado nesta terça-feira (20) traz a sanção do presidente Michel Temer da Lei 13.637/18 que cria a Universidade Federal de Rondonópolis (UFR), por desmembramento da Universidade Federal (UFMT). Uma luta encampada pelo deputado Carlos Bezerra e coroada hoje 11 anos depois.

A indicação da UFR é de autoria do deputado Carlos Bezerra (INC-219), encaminhada ao Poder Executivo em 21 de março de 2007, sendo uma de suas prioridades de Bezerra desde que assumiu o mandato na Câmara.

A nova instituição torna automática a transferência dos cursos de todos os níveis e dos alunos regularmente matriculados, assim como os cargos ocupados e vagos do quadro de pessoal da universidade original e todo o patrimônio do campus.

O deputado Carlos Bezerra, após a aprovação pelo Senado, voltou a afirmar que a autonomia da universidade foi uma conquista da sociedade rondonopolitana. A proposta de autonomia da Universidade foi apresentada ao deputado Carlos Bezerra por um comitê formado por vários segmentos da sociedade do município, em 2007.

Na Câmara, Carlos Bezerra foi o relator na Comissão de Constituição e Justiça, onde conseguiu que a matéria fosse analisada em regime de urgência e tramitasse sem problemas nas demais comissões.

A UFR, autônoma, conforme om deputado, representará significativo desenvolvimento científico, cultural e econômico para a região.

Conforme Bezerra, a Universidade Federal de Rondonópolis vai poder contribuir com mais força para a região, que se destaca como o segundo maior polo econômico e populacional de Mato Grosso, com mais de 30 municípios e cerca de 500 mil habitantes.

Novos cargos

A UFR já nascerá com infraestrutura. A instituição possui mais de quatro mil alunos, 279 professores, cursos de graduação, mestrado e doutorado.

A lei sancionada prevê a criação de novos cargos de docentes e técnico-administrativo, além de cargos comissionados e de direção e funções gratificadas. Serão criados, ainda, por transformação, os cargos de reitor e vice-reitor, que serão nomeados pelo ministro da Educação até que a respectiva universidade seja organizada na forma de seu estatuto.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Ciro é o quarto a tentar gerenciar
Pacote de regalias deve animar a côrte
Marrafon e Russi buscam aproximação com Mendes
A bola da vez fez com que muitos mudassem discurso
Reviravolta no tabuleiro político

Últimas Notícias
17.06.2018 - 23:16
17.06.2018 - 17:24
17.06.2018 - 17:15
17.06.2018 - 16:33


Fábio Garcia

Ezequiel Fonseca

Vitório Galli

Valtenir Pereira

Neri Geller

Carlos Bezerra

Ana Poncinelli

Emanuelzinho

Professor Bispo

Barbudo

Rafael Ranalli

Cledison Gonçalves

Wanderson Nunes

Gisela Simona

Marco Marafon

Antônio Carlos

Dr. Leonardo

Renato Gouveia

Max Campos



Informe Publicitário