Pseudo-evangélico, nanico e ex-ecológico, Patriota declara apoio a Taques  | MUVUCA POPULAR

Terça-feira, 16 de Outubro de 2018

ELEIÇÕES 2018 Sexta-feira, 08 de Junho de 2018, 21h:58 | - A | + A




Pseudo-evangélico, nanico e ex-ecológico, Patriota declara apoio a Taques

Por: Muvuca Popular

Um dia após um ex-assessor do governador Pedro Taques (PSDB) declarar-se candidato a deputado estadual pelo pseudo-evangélico, nanico e ex-ecológico Patriota (Patri), a legenda anunciou, o mais que óbvio apoio à reeleição do tucano.

De acordo com a assessoria, o partido está presente em 52 municípios, embora não tenha sequer um vereador, e ainda diz contar com surpreendentes 25 pré-candidatos a deputado estadual e federal.

A legenda descende do Partido Ecológico Nacional (PEN), e trocou de nome na expectativa de receber a filiação do presidenciável Jair Bolsonaro. Quebrou a cara. Embora continue na base de apoio à candidatura do 'mito'.

O código da legenda é 51, uma boa ideia, pelo menos para os membros da direção nacional, composta por parentes do seu presidente, o ex-vereador de Barrinha (SP), Adilson Barroso, que colocou como presidente do Patriota Mulher sua filha Fabiana Barroso, e o filho Fernando Barroso como presidente da Juventude Patriota.

O partido tem três deputados federais e 15 estaduais, e seu presidente já foi dirigente do PSC, embora não tenha nenhum vínculo evangélico. O pastor Silas Malafaia chegou a dizer que o PEN-Patriota "é um zero à esquerda no mundo evangélico, não tem nenhuma influência". Barroso admitiu que não tem ligação com a igreja.

Sem expressão política, nenhum prefeito de capital ou governador, e também sem tempo de TV, o Patriota é uma dessas muitas legendas nanicas que habitam o cenário político eleitoral do país. Uma agremiação partidária que ganhou notoriedade, primeiro, por ser representada com o número 51 – em referência a uma marca de cachaça.

A sigla também passou a ser reconhecida como pivô de uma ação no Supremo tribunal Federal (STF) que poderia mudar a jurisprudência e livrar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) da cadeia. Até então era chamada de PEN, e só tinha chegado a ocupar o noticiário político nacional quando o deputado federal Jair Bolsonaro (RJ) anunciou que poderia se filiar, fazendo a sigla de aluguel trocar o nome para se adequar a promessa.

Em Mato Grosso, quem tenta asumir o protagonismo no partido, por conta da estrutura, é o pré-candidato a deputado federal Antônio Carlos Paz, ex-secretário do governador Pedro Taques. “Temos um grupo de pessoas unido para trabalhar em prol de Mato Grosso”, diz Carlos Paz, animado por se colocar na disputa de um cargo e protagonizar o primeiro processo eleitoral da legenda no estado, após seis anos de sua fundação.

O governador Taques tentou minimizar a insignificância da nova legenda aliada. “Todos os partidos que nos apoiam são importantes. Eles possuem pessoas nos municípios, próximas à população, lutando pela causa e mostrando os feitos da atual gestão”, disse, revelando que o partido não passa de um apenso de sua gestão, que serve apenas de viga para seus interesses políticos.

O nome de maior destaque do partido, no entanto, é seu vice-presidente, o ex-vereador por Cuiabá, Milton Rodrigues, que é conhecido no meio político por ter ‘rodado’ várias igrejas, tentando usá-las como escada na sua carreira política que não avançou após o mandato de vereador.

Carreirista em partidos, Rodrigues diz que está preparando a agremiação para as eleições de 2020. “Começamos pelas principais cidades e seguimos avançando. Com seis anos de fundação temos atualmente cinco deputados federais e 12 estaduais”, empolga-se.

O Patriota de MT também tem em seu 'currículo' o fato de ter sido presidido por alguns dias pelo deputado Adalto de Freitas (Daltinho). Um histórico e tanto para quem faz um anúncio de apoio ao governo mais impopular da história do estado.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(9) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Andre - 10-06-2018 10:54:52

Infelizmente o homem acabou com o principal objetivo da religião, atualmente a mesma só serve, ainda e pouco, como controle social e para enriquecimento as custas do sofrimento dos outros e pelo estado abalado emocionalmente de quem busca um conforto, só isso é nada mais, AS VEZES EU CUSTO EM ACREDITAR SE DEUS EXISTE, pois deixar impunes essas pessoas e nada lhes acontecer em vida pois depois que morre ninguém sabe o que lhe espera ou se existe alguma coisa, para mim acho que quando se morre acaba tudo e esses caras pensam assim, por isso que fazem o que fazem, eles não temem a nada se brincar, NEM EM DEUS ACREDITAM.

Responder

4
1


Manoel do cpa - 10-06-2018 04:16:04

SE VOCÊS NÃO SABEM ESSE SENHOR TRABALHA PARA O TAL VICTORIO GALLI ESSE PEN ERA O PARTIDO DO GALLI ACENDE UMA VELA PRA DEUS E OUTRA PRA O DIABO SE O PEDRO TAQUES GANHAR ESSE SENHOR QUE JÁ É CARGO DE CONFIANÇA DO PEDRO TAQUES DE TERCEIRO OU QUARTO ESCALÃO COMISSIONADO. SE PEDRO TAQUES GANHAR GALLI TAMBÉM ESTAR TRANQUILO A FAMÍLIA DO MICKEY GALLI TEM CARGOS COMISSIONADO NO GOVERNO TAQUES QUE DESTRUIU O PARTIDO DO DITADOR BOLSONARO AQUI EM MATO GROSSO A PEDIDO DO TAQUES GALLI VENDIDO ATÉ O PESCOÇO ENVOLVIDO NA JBS TEM.FUNCIONÁRIOS FANTASMA . ESSE SENHOR MILTON X GALLI= TAQUES

Responder

8
0


crente - 08-06-2018 23:44:41

Perfeita definição de pseudo-evangélico. Se fosse evangélico não se aliaria ao Satanás Pedro Taques !!!

Responder

28
2


Diva - 09-06-2018 00:50:17

Vocês evangélicos por cargo, entregam seus filhos ao Demo. Estão todos no papu. Vôte

Responder

22
1


ALINE - 08-06-2018 23:19:08

Não concordo com essa jornalista, sou evangelica e confio nos nomes citados são todos homens ungidos por Deus

Responder

2
31


Karlos - 09-06-2018 05:38:32

Vai orar menina e deixa de ser alienada

Responder

20
4


Araujo - 12-06-2018 15:00:18

Só acredito que o cidadão é ungido se você apresentar uma certidão de unção assinada por Deus. Do contrário continuo acreditando que essa afirmação não passa de falácia religiosa.

Responder

0
0


roger - 08-06-2018 23:16:01

Eles políticos cristão falam tanto da bíblia e esquecem que Jesus disse :dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus". tiram do povo tanto na igreja quanto na politica nu fundo só queren saber se ficarem rico esse Silas malafaia é o maior mala cheia.

Responder

13
3


Mateus - 08-06-2018 23:11:03

Deus nos livre de um país evangélico.

Responder

20
5


9 comentários

coluna popular
Redução já gera atrito entre poderes
Deputado vai se dedicar aos negócios
Críticos serão indenizados após 10 anos
Deputada deve mudar de lado no segundo mandato
Afirma Nelson Barbudo

Últimas Notícias
16.10.2018 - 14:13
16.10.2018 - 14:11
16.10.2018 - 11:44
16.10.2018 - 11:30




Informe Publicitário