Detran apresenta nota de esclarecimento sobre Autoescola que lesou mais de 600 pessoas  | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 19 de Novembro de 2018

GERAL Domingo, 04 de Novembro de 2018, 14h:41 | - A | + A




Nota de esclarecimento

Detran apresenta nota de esclarecimento sobre Autoescola que lesou mais de 600 pessoas

Mais de 600 pessoas foram lesadas por Autoescola de Várzea Grande

Por: Helena Corezomaé

O Departamento de Trânsito de Cuiabá (Detran) divulgou nota de esclarecimento sobre a matéria que foi publicada no site e denunciou uma autoescola que não cumpriu o contrato e lesou mais de 600 pessoas.

Leia também: Auto Escola não cumpre contrato e lesa mais de 600 pessoas

A equipe do Muvuca Popular recebeu denúncia de que muitas pessoas fizeram o pagamento, mas não conseguiram concluir as aulas teóricas e praticas na Autoescola Elite, de Várzea Grande.

Conforme as vítimas, que preferiram não se identificar, elas foram encaminhadas para o Centro de Formação de Condutores, mas sem estrutura e pessoal adequado a empresa  não conseguiu cumprir o contrato.

Segundo o Detran, a CFC Elite cumpriu as determinações previstas em lei e tinha o credenciamento junto à autarquia durante anos. Porém, em 2018 a empresa informou que não teria mais interesse em renovar o credenciamento no órgão.

O Detran esclareceu que as pessoas que tiverem interesse em dar continuidade ao processo devem procurar outra autoescola e serão isentos da taxa de transferência. Também informou que as pessoas que se sentirem lesadas devem fazer Boletim de Ocorrência e denunciar na Ouvidoria do Detran.

“Aqueles que se sentirem prejudicados devem fazer Boletim de Ocorrência e procurar os canais legais de defesa do consumidor, como o Procon e a Vara de Defesa do Consumidor. Os alunos também podem denunciar o CFC à Ouvidoria do Detran”, finalizou o Detran.

Confira a nota do Detran:

A autarquia não encaminha alunos para autoescolas, a decisão e escolha do Centro de Formação de Condutores (CFC) cabe exclusivamente aos alunos. Ao Detran, cabe o credenciamento e descredenciamento das unidades.

No caso, do CFC Elite, de Várzea Grande, por anos, a unidade cumpriu as determinações previstas em lei federal para obter o credenciamento junto ao Detran. Por ser uma empresa particular, cabe a ela a decisão de manter ou não o credenciamento junto à autarquia, ou encerrar suas atividades.

Em setembro de 2018, o Detran foi informado pelo CFC de que não teria mais interesse em renovar o credenciamento. Com essa informação, no início de outubro deste ano, o Detran tomou as providências necessárias e foi até a unidade, em diligência, e retirou os processos de todos os alunos, que estão sob a guarda da autarquia.

Os alunos que tiverem interesse em dar continuidade aos processos, podem procurar outra autoescola, com isenção da taxa de transferência. Aqueles que se sentirem prejudicados devem fazer Boletim de Ocorrência e procurar os canais legais de defesa do consumidor, como o Procon e a Vara de Defesa do Consumidor.

Os alunos também podem denunciar o CFC à Ouvidoria do Detran, que tomará as medidas cabíveis, através de um Procedimento Administrativo. Até o momento, nenhuma denúncia foi formalizada ao Detran.

No momento, por não ter renovado o credenciamento, o CFC Elite está bloqueado no sistema do Detran.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Beto - 05-11-2018 10:31:12

Tomara que agora resolva essa situação

Responder

2
0


Isabel - 05-11-2018 10:30:04

e o dinheiro que foi desviado, com o povo na getsão Taques, teve teve nenhum esclarecimento até agora

Responder

3
0


2 comentários