Guru de Bolsonaro volta a criticar General Mourão | MUVUCA POPULAR

Sexta-feira, 22 de Fevereiro de 2019

GERAL Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2019, 21h:54 | - A | + A




"Ninguém votou em você"

Guru de Bolsonaro volta a criticar General Mourão

O filósofo Olavo de Carvalho detonou o vice-presidente, através de um post em seu Facebook

Por: Vitória Tumelero

O guru do presidente Jair Bolsonaro (PSL), filósofo Olavo de Carvalho, voltou a se desentender com o vice-presidente Hamilton Mourão e criticou o general através de um post em seu Facebook. Segundo o conselheiro do presidente, Mourão só ocupa atualmente o cargo de vice devido as suas indicações.

"Alô, Mourão, ninguém votou em você. O povo ACEITOU você, meio desconfiado, meio de má vontade, só por conta do amor que tinha e tem ao Bolsonaro. Por suas próprias forças e popularidade, você não se elegeria vereador no menor município do imenso Brasil", declarou o filósofo.

Além disso, Olavo alegou que Mourão não possui mérito algum em ser vice-presidente, pois não contribuiu com a campanha e não deu atenção ao movimento popular que o elegeu. "Você subiu à sua parcela de poder levado de carona por um movimento popular ao qual não deu a menor contribuição notável e que, segundo o próprio Bolsonaro reconhece, foi inspirado pelo Olavo. Se você não sabe quem liga para a opinião do Olavo, você não sabe a quem deve o cargo que ocupa", ressaltou o guru.

A richa entre o político e o filósofo teve início após Olavo publicar um vídeo criticando todos os militares do Governo Bolsonaro (Veja aqui), incluindo o chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno. “Você não tem vergonha, Heleno? Mourão, você não tem vergonha de puxar o saco desse Jean Wyllys e nada fazer em minha defesa?”, indagou.

Em resposta, Mourão desdenhou da importância do guru e demonstrou não se importar com sua opinião. "Quem se importa com as opiniões do Olavo? Aliás, ele atacou o general Heleno também", rebateu.

Confira o post na íntegra:

olavo

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(5) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Colirio - 01-02-2019 11:44:14

O Brasil é a república das corporações. O Estado virou uma forma de obter e conceder vantagens financeiras, poder e privilégio para letrados, juristas e altos funcionários que se apropriaram do Estado como coisa privada.

Responder

4
0


jose antonio silva - 01-02-2019 10:30:12

NEIDE, ANTONIO E HELIO. Tres recalcados, no mínimo petistas, que talvez perderam algum tipo de "mamata" do governo anterior! ESSE MOURÃO não serve, realmente, nem pra ser "reco" (soldado raso) de quarteirão, quanto mais vice presidente! Não passa de um xucro, que por favores e apoios subiu no exército!

Responder

2
7


Neide - 01-02-2019 07:39:08

O discurso anticorrupção não se sustenta tendo os seguintes ministros envolvidos em falcatruas: General Heleno (Segurança Institucional – fraude licitações), Onyx Lorenzoni (Casa Civil – delatado JBS), Paulo Guedes (Economia – fraudes operação greenfield), Luiz Henrique Mandetta (Saúde – fraude licitação e caixa 2), Tereza Cristina (Agricultura – delatada JBS), Ricardo Salles (Meio Ambiente – condenado), Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos – irregularidades ONG Atini e sequestro da índia LULU), Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia – empresa de fachada), Marcelo Álvaro Antonio (Turismo – fraudes INSS e Banco do Brasil). ALÉM DE NOVE ministros comprovadamente envolvidos em irregularidades e ainda TEM o movimento inexplicado de R$ 1,2 milhão do ex-assessor de Flávio Bolsonaro, A REALIZAÇÃO DE CENTENAS DE DEPÓSITOS EM DINHEIRO NA CONTA DE FLÁVIO BOLSONARO QUE ATÉ PAGOU UM TÍTULO DE R$1 MILHÃO DE REAIS, envolvimento dos Bolsonaros com Milicias de Extermínio (Escritório do Crime), atividades imobiliárias irregulares (venda de R$8 milhões em imóveis), cheque de R$24 mil na conta da primeira dama (Michele Bolsonaro). Por fim a promoção na canetada (nepostismo) do filho do Moura junto ao Banco do Brasil.

Responder

5
2


Antonio - 01-02-2019 07:26:36

Olavo está preocupado porque o Mourão tem mais postura de presidente que o Bolsonaro. O Mourão não liga para Olavo, mas Bolsonaro idolatra esse tipo de pessoa (Olavo). As palavras de Olavo revelam mais do mesmo: puro interesse no poder. (o que é incompatível com um guru)

Responder

5
2


Hélio Silva - 31-01-2019 22:21:43

Essas palavras não parece ser de um guru, parece ser de uma bosta qualquer.

Responder

11
2


5 comentários