Juiz suspende contagem de votos e ordena queima de urna | MUVUCA POPULAR

Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018

GERAL Terça-feira, 07 de Agosto de 2018, 09h:28 | - A | + A




ELEIÇÕES FIEMT

Juiz suspende contagem de votos e ordena queima de urna

O juiz federal anulou a decisão do desembargador do TRT e suspendeu novamente as eleições

Por: Vitória Tumelero

O juiz federal Raphael Casella de Almeida Carvalho determinou a queima dos votos computados na urna referente a eleição da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt), devido a sua decisão na última sexta-feira (3) que suspendia as eleições.

Segundo a decisão, os votos devem ser inutilizados e a Comissão Eleitoral deve dar um fim na urna, com a supervisão da Polícia Federal. De acordo com o juiz, a determinação tem o propósito de “assegurar a ordem e a lisura do procedimento”.

Essa é a segunda decisão relativa as eleições da Fiemt em menos de oito horas, na segunda-feira (6), no período da tarde, o desembargador Edson Bueno de Souza, do Tribunal Regional do Trabalho da 23º Região, havia determinado a busca e apreensão da urna para que a contagem dos votos fosse realizada no dia 13 de agosto. Desta forma, com a decisão de Casella, a ordem do desembargador está suspensa.

“As eleições designadas para o dia 3 de agosto de 2018 foram realizadas, embora este juízo federal houvesse determinado sua suspensão. A fim de dar efetividade à decisão judicial, defiro parcialmente o pedido do autor para determinar que a Comissão Eleitoral das Eleições Sindicais da FIEMT 2018 proceda à inutilização dos respectivos votos constantes da urna lacrada”, ressaltou o juiz federal.

O desembargador alegou em sua decisão, na segunda-feira, que cabe à Justiça do Trabalho averiguar casos que envolvam eleições de sindicatos, federações e entidades. Além disso, pontuou que as eleições da Fiemt já haviam sido discutidas. Porém, essa conclusão foi anulada, em razão da nova ordem.

A eleição é disputada por duas chapas, onde os representantes são Gustavo de Oliveira e Kennedy Sales. A Fiemt passa por uma guerra de decisões judiciais protagonizadas pelo juiz federal, pelo desembargador do TRT e até pelo desembargador Sebastião Barbosa Farias, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT).

A suspensão das eleições segue denúncias da chapa de Kennedy Sales, a respeito de irregularidades sobre Gustavo de Oliveira. Segundo a oposição, Gustavo não cumpriu o tempo mínimo de administração de uma empresa para estar apto a concorrer ao cargo, pois ele coordenava a Sefaz.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários