Ministro do STF concede liberdade a empresário alvo da Bereré | MUVUCA POPULAR

Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2018

GERAL Sexta-feira, 27 de Julho de 2018, 16h:12 | - A | + A




EM PLANTÃO

Ministro do STF concede liberdade a empresário alvo da Bereré

Pleno Tribunal negou a liberdade na quinta, mas Toffoli determinou a soltura mesmo assim

Por: Vitória Tumelero

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a soltura do empresário Valter José Kobori, que é acusado de superfaturar mais de R$ 6 milhões em um esquema criminoso do Detran-MT.

Kobori está preso desde o dia 9 de maio no Centro de Custódia de Cuiabá(CCC), devido a deflagração da "Operação Bônus", a segunda fase da “Operação Bereré”. O esquema é suspeito de fraude licitatória, desvio e lavagem de dinheiro em total de R$ 30 milhões.

A decisão de liberdade foi publicada nesta sexta-feira(27), porém, deve ser analisada pela relatora da Bereré, a ministra Rosa Weber. O ministro Toffoli, responsável pela liminar concedida, está em plantão no lugar da presidente do STF, Carmen Lúcia. O recesso segue até o dia 31.

“Liminar deferida. Comuniquem-se, com urgência, solicitando informações. Findo o recesso, remetam-se aos autos à ilustre Ministra Relatora para a sua competente reapreciação”, diz trecho da publicação do processo no site do STF.

O Pleno Tribunal de Justiça em Mato Grosso, na última quinta-feira(26), negou a liberdade a Kobori e outros presos pela operação. O desembargador José Zuquim Nogueira ironizou a situação durante a audiência. “Ele (Kobori) é especialista na maracutaia e em montar o quadro daquilo que ocorreu dentro do Detran. Isso é inquestionável”, pontuou Zuquim.

A decisão favorável a Kobori pode se extender a outros alvos da operação que estão presos no Centro de Custódia de Cuiabá, como o deputado estadual Mauro Savi (DEM), os advogados Paulo Taques e Pedro Jorge Taques; além dos empresários Roque Anildo Reinheirmer e Claudemir Pereira dos Santos.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários