Deputados contrariam Governo e aprovam aumentos para Poderes | MUVUCA POPULAR

Sexta-feira, 22 de Fevereiro de 2019

GOVERNO Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2019, 19h:16 | - A | + A




Orçamento 2019

Deputados contrariam Governo e aprovam aumentos para Poderes

Os deputados estaduais aprovaram a LOA 2019 com aumentos nos orçamentos de todos os Poderes e órgãos do Estado

Por: Redação

A Lei Orçamentária Anual (LOA) 2019, que prevê o aumento de gastos pelos Poderes, foi aprovada pelos deputados estaduais. De acordo com o relatório, o aumento da verba é destinado à manutenção de serviços de administração, porém, a Assembleia Legislativa (ALMT) também recebeu R$ 15 milhões a mais para propaganda institucional e publicidade.

Os parlamentares aprovaram orçamento anual enviado pelo governador Mauro Mendes (DEM), mas incluíram emendas que alteram totalmente o intuito do governador em reduzir os gastos de todos os Poderes e órgão autônomos. Com isso, Mauro Mendes deve vetar inúmeros projetos incluídos pelos deputados.

Ao contrário do governador, os Poderes vem articulando aumentos no orçamento desde o ano passado, por isso, todos obtiveram acréscimos, em exceção do Tribunal de Contas (TCE), que mesmo com o incremento de R$ 9 milhões feito pelos deputados, está com um orçamento menor do que o do ano passado.

No Poder Judiciário, o orçamento foi de de R$ 1,495 bilhão em 2018 para R$ 1,528 bilhão em 2019. A proposta do governo era de R$ 1,486 bilhão.

No Ministério Público Estadual (MPE), o aumento foi de de R$ 459 milhões em 2018 para R$ 474 milhões em 2019. A proposta do governo era de R$ 457 milhões.

Na Defensoria Pública Estadual, o orçamento foi de R$ 142 milhões em 2018 para R$ 143 milhões em 2019. A proposta do governo era de R$ 138 milhões.

Na Casa de Leis, o orçamento sobe de R$ 533 milhões em 2018 para R$ 535 milhões em 2019. A proposta do governo era de R$ 500 milhões para a Assembleia, porém, foi requisitado R$ 20 milhões para serviços gerais e R$ 15 milhões para propagandas.

Os aumentos que foram concedidos aos Poderes são provenientes da reserva de contingência do Governo, que chega a R$ 506 milhões. Desta forma, após a aprovação de 189 emendas, Mato Grosso deve sofrer um rombo de R$ 1,68 bilhão em 2019. Enquanto a receita estimada é de R$ 19 bilhões, e as despesas previstas são de R$ 20 bilhões.

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(5) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

JORGE - 02-02-2019 17:26:49

esse é o brasil da justiça injusta, se realmente o estado tivesse nesse estado que o gallo e o governador fala ele vetaria o projeto, uma mentira contada varias vezes e confirmada por outros mentirosos acaba se tornando uma verdade m,entirosa.

Responder

0
0


Maria - 31-01-2019 11:38:55

ISSO TUDO FOI COMBINADO COM O GOVERNO. VAMOS VER SE O GOVERNADOR VAI VETAR.

Responder

12
0


alexandre - 31-01-2019 10:10:49

Economizamos 200 milhoes cortando RGA dos servidores, demos 102 milhoes para os Poderes...

Responder

14
0


Hélio Silva - 31-01-2019 09:02:09

Esses deputados são bem sem caráter, fizeram tudo que o governador mandou e no apagar das luzes aprovaram uma grande quantia para beneficiar seus interesses. Pelo que vejo, esse vai ser mais sujo que outros que aqui passaram. Só espero que os novatos não estejam de rabo preso com os deputados inválidos para com a sociedade. Será que foi jogo combinado com o governo? A união já disse que não existe em MT caos e muito menos falência financeira.

Responder

17
0


Jovanir - 31-01-2019 07:14:27

Então existe dinheiro?!

Responder

18
0


5 comentários