Igreja Batista Getsemâni

Guilherme Maluf pode virar réu por esquema de corrupção

Maluf é acusado de ter recebido R$ 40 mil em propina, dinheiro desviado da Seduc

Daniela Castro, com informações de Gazeta Digital

O deputado estadual, Guilherme Maluf (PSDB), pode se tornar réu por envolvimento em esquema para desvio de dinheiro público da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc). O Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) deve julgar a ação na sessão do Pleno desta quinta-feira (8).

O Ministério Público Estadual (MPE) denunciou Maluf por organização criminosa, corrupção passiva (20 vezes) e embaraçamento da investigação que apura o esquema de fraudes em obras de reforma e construção de escolas que, inicialmente, estavam orçadas em R$ 56 milhões.

Consta na denúncia que o parlamentar teve a mesma participação de Alan Malouf na organização criminosa. Ele é acusado de integrar o núcleo de liderança da organização, sendo beneficiário direto de parcela da propina arrecadada, além de se valer das influências políticas proporcionadas pelo cargo eletivo na Assembleia Legislativa para promover as articulações necessárias.

Segundo o Ministério Público, após a deflagração da 1ª fase da operação Rêmora, a fim de garantir que o empresário Giovani Belatto Guizardi não revelasse sua atuação aos investigadores, Guilherme Maluf buscou intimidá-lo, utilizando, para tanto, o seu motorista, que é agente penitenciário do Serviço de Operações Especiais e que estava cedido à Assembleia Legislativa.

Delação Premiada

No dia 15 de outubro, o ministro Marco Aurélio Melo, do Supremo Tribunal Federal (STF), retirou o sigilo da delação premiada feita pelo empresário Alan Malouf junto ao Ministério Público Federal (MPF).

Guilherme Maluf é acusado de ter recebido R$ 40 mil em propina, dinheiro desviado da Seduc no esquema que veio à tona com a deflagração da operação Rêmora em maio de 2016. Alan afirmou ter feito o pagamento a Maluf e ressaltou que sem o parlamentar o esquema seria impossível.


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: http://www.muvucapopular.com.br