Ação dos grampos volta a tramitar | MUVUCA POPULAR

Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018

INVESTIGAÇÃO Quarta-feira, 13 de Junho de 2018, 17h:40 | - A | + A




GRAMPOLÂNDIA

Ação dos grampos volta a tramitar

Por: Redação

Nesta quarta-feira(13), a 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT) recusou o pedido de substituição de dois coronéis do Conselho de Sentença que apura militares envolvidos em um esquema no Estado sobre quebras de sigilos telefônicos na Justiça envolvendo desconhecidos.

Devido ao requerimento, a ação estava suspensa desde abril, voltará a tramitar na 11ª Vara Militar de Cuiabá, com a decisão dada de forma unânime.

Os advogados Neyman Monteiro e Thiago Abreu, responsáveis pela defesa do cabo Gérson Corrêa Júnior, alegam na petição que a substituição dos coronéis Valdemir Benedito Barbosa e Luiz Cláudio Monteiro da Silva é necessário devido “excesso de linguagem” proferido, além disso, a defesa afirma que o cabo está sofrendo um julgamento parcial adiantado.

A parcialidade citada, conforme os advogados, aparenta ter ocorrido na ocasião em que foi solicitada a revogação da prisão de Gérson(revogada pelo TJ-MT posteriormente), após esse acontecimento, os julgamentos parciais continuaram nas seguintes audições.

Segundo a defesa, o coronel Valdemir Barbosa insinuou influências do Governo do Estado sobre o cabo Gérson Corrêa. Além disso, acrescentou que o cabo não respeitou a hierarquia militar e tomou decisões acima do coronel.

Sobre o coronel Luiz Cláudio Monteiro da Silva, a defesa relata que o coronel afirmou estar patenteado no processo e criticou o cabo por suas atitudes, alegando que foram além de sua competência.

A indignação sobre as opiniões proferidas é argumentada a partir de que, no momento em que as falas ocorreram, os coronéis deveriam somente votar a necessidade ou não de manter a prisão preventiva.

São réus do esquema também: o coronel Zaqueu Barbosa, ex-comandante da Polícia Militar; os coronéis Evandro Alexandre Lesco, Ronelson Barros e Januário Batista, além do cabo Gérson Corrêa Júnior.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários