Operador dos grampos confessa que os mandantes eram Pedro e Paulo Taques | MUVUCA POPULAR

Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018

INVESTIGAÇÃO Sábado, 28 de Julho de 2018, 12h:50 | - A | + A




Os mandantes

Operador dos grampos confessa que os mandantes eram Pedro e Paulo Taques

Cabo Gerson incrimina governador e o primo que já está na cadeia

Por: Redação

"O dono disso aqui não é a Polícia Miliar e nem o coronel Zaqueu, o dono disso daqui é Paulo Taques e Pedro Taques". A declaração é do cabo da Polícia Militar, Gerson Luiz Ferreira Corrêa Júnior, réu em processo criminal juntamente com outros 4 policiais. Ele foi o primeiro militar a ser preso juntamente com o ex-comandante da Polícia Militar de Mato Grosso, Zaqueu Barbosa.

A declaração atinge o governador Pedro Taques (PSDB), que sempre negou as acusações do esquema e pediu para ser investigado no Superior Tribunal de Justiça (STJ) no ano passado, fato que acabou retirando as investigações das mãos do desembargador Orlando Perri, do Tribunal de Justiça (TJMT) e ficando a cargo do ministro Mauro Campbell, do STJ.

Gerson também afirma que a verdadeira intenção das interceptações clandestinas foi eleitoral, durante o pleito de 2014.

"Depois passado alguns dias Zaqueu me fala para me encontrar com uma pessoa que iria arcar com as despesas, eu fui lá e ele me falou que eu o Coronel Lesco iríamos encontrar com essa pessoa", lembra o cabo durante o seu depoimento de quase 6 horas. "Numa tarde de agosto eu fui com Lesco no restaurante reserva na estrada da Chapada dos Guimarães e lá encontrei com o senhor Paulo Taques, que surge como a pessoa que iria arcar com as despesas", afirma.

Durante o encontro ambos trataram sobre o sistema de interceptação telefônica. "Nesta época ele Paulo Taques coordenador de campanha do Pedro Taques", diz.

"Neste encontro foi dialogado que o senhor Paulo ia arcar com a despesa e ia ter conhecimento daquilo que seria produzido. Eu percebi que teria um pano de fundo atrás da interceptação", completa.

O caso veio à tona no dia 11 de maio do ano passado, quando o ex-secretário-chefe da Casa Civil Paulo Taques deixou o governo.

Entre as vítimas da espionagem em 2014 estão os dois coordenadores jurídicos das campanhas adversárias de Taques naquele ano, José do Patrocínio (campanha de Lúdio Cabral, PT) e José Antônio Rosa (campanha de Janete Riva, PSD). E também o ex-candidato a governador José Marcondes, o Muvuca, a deputada estadual Janaina Riva (PMDB) e o desembargador aposentado José Ferreira Leite.

"Aí eu fiz um segundo relatório, entreguei pra ele e ele começou a explicar a inclusão de cada número, nomes ligados a campanha daquele pleito de 2014, seja do candidato Lúdio Cabral (PT), seja do José Riva, mas os nomes estavam com apelido. Um deles era o Muvuca, que o apelido era o 'Mumu', foi aí que liguei uma coisa com a outra, com as conversas com Paulo Taques", revelou.

"José Antônio Rosa, José do Patrocínio, vereador Chico 2000. É difícil lembrar, assessores de vereadores, advogados", complementa.

"Dentro do gabinete do Zaqueu eu tomei conhecimento do pano de fundo que existiria... cada um dos alvos ele me explicou os motivos", garante Gerson

"Ele disse que o Muvuca era uma ameaça real ao governador, tinha ação contra ele, ameaça. Os assessores, José Patrocínio, o objetivo era pegar um flagrante de crime eleitoral nas coligações adversárias", revelou.

O depoimento acabou às 5h40. A defesa de Gerson alega que irá solicitar os benefícios do instituto de delação premiada.

 

 

(Com Gazeta)

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(5) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Amelia - 29-07-2018 07:10:51

1- O cabo conta que ouviu uma conversa do presidente Michel Temer com o ex-governador Silval Barbosa para agilizar a soltura da ex-primeira dama Roseli Barbosa.(http://www.pontonacurva.com.br/penal/os-donos-disso-aqui-sao-o-paulo-taques-e-o-pedro-taques-declara-cabo-gerson/6168) 2- [...] interceptaram ligações telefônicas do ex-governador que na última segunda-feira, 14, teve sua prisão preventiva decretada pela juíza Selma Arruda, de Cuiabá, no âmbito da Operação Sodoma. Silval Barbosa teria cobrado R$ 2 milhões de três empresas em troca de benefícios fiscais. Nesta quinta-feira, 17, o ex-governador se entregou à Justiça. ( https://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/ex-governador-buscou-ajuda-de-temer-para-tirar-mulher-da-prisao-diz-promotoria/) 3- Gerson ainda acrescenta que quem lhe passou as informações foi a própria Selma Arruda, que foram levadas por uma assessora de outra vara. Os suspeitos no suposto atentado seriam o ex-governador Silval Barbosa e ex-deputado José Riva. A criação seria para cobrir o conhecimento dela da história.(http://www.olhardireto.com.br/noticias/exibir.asp?id=439272¬icia=em-delacao-cabo-da-pm-afirma-que-juiza-selma-e-promotor-inventaram-atentado-para-grampear-alvos) 4- PEDRO TAQUES CONFIRMA SELMA ARRUDA PARA O SENADO: "TERÁ A MINHA LEALDADE" (http://www.pnbonline.com.br/politica/pedro-taques-confirma-selma-arruda-para-o-senado-tera-a-minha-lealdade/50114)

Responder

17
1


Ex-eleitor do Taques - 28-07-2018 17:44:09

Um destes advogados que foi grampeado agora defende a turma do Taques será que depois que o Cabo entregou o Pedro Taques ele ainda vai continuar como assessor jurídico da campanha do Pedro Taques? Acho que não tem dinheiro nenhum que pague a honra de alguém.... Dr. Eu entregaria imediatamente a procuração para não mais advogar para este grampeador ilegal...

Responder

40
1


Palavras do Senhor - 28-07-2018 16:48:04

São Mateus, Capítulo: 13 41. O Filho do Homem enviará seus anjos, que retirarão de seu Reino todos os escândalos e todos os que fazem o mal42. e os lançarão na fornalha ardente, onde haverá choro e ranger de dentes.

Responder

18
0


Carlos Nunes - 28-07-2018 15:56:11

Ih! Agora vai feder...um site já informou que até tio Temer entrou como grampeado, numa conversa que manteve com o Silval. Dilma conversou com o Lula, grampearam a Dilma, e escutaram o tio Lula dizendo que já tinha recebido o papel que lhe dava imunidade como Ministro. O que será que tio Temer conversou com o Silval, e grampearam? Grampo é um perigo, pois dele fazem o tal do dossiê. Dossiê é um super perigo, dependendo do que a pessoa falou. Seria bom o Cabo fazer a delação premiada, e começar a falar sobre os dossiês. Cadê eles? Dizem que o Celso Daniel foi sequestrado, torturado e morto...por causa de um tal de dossiê. Fizeram uma averiguação e descobriram que todas as pessoas com que o Celso Daniel cruzou naquele dia, apareceram misteriosamente mortas. Se juntar tudo dá até pra fazer um filme de espionagem tupiniquim. Dossiê é mortal.

Responder

27
1


JORGE LUIZ - 28-07-2018 14:36:45

E A BICHA VAI GRITAR "AÍÍÍ, NÃO SEI DE NADA, NÃO VI NADA, SANTA", ESSE É O ESTADO DA GRAMPEAÇÃO E DA EMBROMAÇÃO E AINDA QUEREM MAIS QUATRO ANOS PARA SACANEAR O POVO DE MATO GROSSO COM UMA CRISE QUE ESSE ANÃO DE JARDIM CRIOU PARA NÃO FAZER NADA, NÃO PAGAR NINGUÉM E SUMIR COM TODA A ARRECADAÇÃO DO ESTADO. AGORA, VAMOS VER COMO OS MINISTÉRIOS PÚBLICOS ESTADUAL E FEDERAL VÃO SE COMPORTAR A PARTIR DE AGORA, VÃO FINGIR DE MORTOS, QUE NÃO OUVIRAM ISSO E QUE O ANÃO DE JARDIM É INOCENTE?

Responder

45
2


5 comentários