Atacadistas e distribuidores movimentam a economia de Várzea Grande | MUVUCA POPULAR

Terça-feira, 16 de Outubro de 2018

MATO GROSSO Terça-feira, 15 de Maio de 2018, 13h:42 | - A | + A




ESPECIAL 151 ANOS DE VG

Atacadistas e distribuidores movimentam a economia de Várzea Grande

Por: Redação

O município de Várzea Grande continua sendo uma referência para o setor atacadista e distribuidor de Mato Grosso. Segundo fonte da Revista Distribuição, principal publicação dos negócios atacadistas e distribuidores do Brasil, aproximadamente 40% do faturamento do segmento em Mato Grosso está concentrado em Várzea Grande.

A Associação Mato-grossense de Atacadistas e Distribuidores (AMAD) e o Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidor de Mato Grosso (SINCAD-MT), entidades co-irmãs sediadas em Várzea Grande, lutam incansavelmente pelo crescimento e evolução do setor e buscam melhorar cada vez mais a atuação no município, em prol de melhorias para a cidade industrial.

O presidente da AMAD, João Carlos Sborchia, explica que o setor vem crescendo gradativamente e de forma consolidada em Várzea Grande e em todo o Estado. “Somamos mais de 100 empresas associadas e buscamos a união entre todos, sempre participando de políticas públicas junto aos municípios onde estamos inseridos, com ações sociais, geração de empregos, renda e recolhimento correto dos impostos devidos”, afirmou.

O setor atacadista e distribuidor mato-grossense abastece hoje em torno de 62% do mercado varejista estadual, ou seja, a cada 10 produtos adquiridos nos supermercados, seis são providos pelo segmento. Os empresários do setor são responsáveis pela geração de 40 mil empregos e possuem uma frota de 10 mil veículos que consome combustível, paga IPVA, ICMS e movimenta a economia local.

CAPACITAÇÃO - O crescimento do setor também passa pela capacitação de mão de obra. Nesse sentido, a AMAD e o SINCAD-MT têm investido em cursos de qualificação de colaboradores das empresas, bem como dos filhos dos associados que já estão assumindo os negócios juntamente com os pais. Na primeira quinzena de abril, 50 representantes da área de recursos humanos (RH) de 28 empresas discutiram a nova legislação trabalhista, relações trabalhistas e inteligência emocional.

“O grande desafio dos empresários hoje é qualificar os colaboradores e fazer a sucessão dos negócios, fazer com que as empresas continuem gerando emprego e renda. Para isso, a capacitação e o intercâmbio entre os profissionais são fundamentais”, afirmou o presidente do SINCAD-MT, Sebastião dos Reis Gonçalves, o Tião da Zaeli.

Outros dois sobre “Gestão Empresarial e Ferramentas Gerenciais” e “O Poder da Autorresponsabilidade” reuniu, no início de abril, 20 jovens e sucessores do setor atacadista e distribuidor. “Os filhos devem estar preparados para suceder os pais nas empresas. Estamos investindo em conhecimento e treinamento para que os filhos sejam preparados nos mais diversos assuntos”, explicou João Sborchia.

Segundo ele, a diretoria traçou como principal objetivo o treinamento dos colaboradores e sucessores. “O conhecimento é inesgotável, e nosso foco é desenvolver e treinar os gestores que nos auxiliem nos negócios. Pessoas mais preparadas terão menos dificuldades para desenvolver as funções nas nossas empresas. O colaborador com conhecimento vai superar com mais facilidade os momentos difíceis que por ventura as empresas encontrarem pela frente”, concluiu o presidente da AMAD.

SOCIAL - Outra bandeira levantada pela AMAD e o SINCAD-MT é o apoio ao social, auxiliando instituições carentes em Cuiabá e Várzea Grande que dependem do apoio de empresários para manterem o atendimento a crianças, jovens e idosos. Somente em 2017, por meio da AMAD Mulher, braço social das entidades, foram atendidos 30 projetos sociais, com doação de 22.198 quilos de alimentos, 4500 fraldas geriátricas, 3 mil cobertores, 1750 brinquedos, 1150 caixas de produtos de limpeza e higiene, e 186 peças de roupas.

“Atendemos 16.158 crianças, jovens e idosos em vários municípios de Mato Grosso. A solidariedade nos torna mais fortes”, destacou a presidente da Amad Mulher, Sheila Sborchia. Pelo menos três grandes campanhas de arrecadação de alimentos são realizadas por ano, sendo duas em nível estadual e uma nacional, por meio da Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores (ABAD).

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Redução já gera atrito entre poderes
Deputado vai se dedicar aos negócios
Críticos serão indenizados após 10 anos
Deputada deve mudar de lado no segundo mandato
Afirma Nelson Barbudo

Últimas Notícias
16.10.2018 - 15:00
16.10.2018 - 14:13
16.10.2018 - 14:11
16.10.2018 - 11:44




Informe Publicitário