Hospital Geral cancela cirurgias e recusa pacientes de UTI | MUVUCA POPULAR

Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

MATO GROSSO Sexta-feira, 10 de Agosto de 2018, 09h:16 | - A | + A




DESGOVERNO

Hospital Geral cancela cirurgias e recusa pacientes de UTI

Por: Redação

Pacientes internados no Hospital Geral (HG), localizado no Centro de Cuiabá, sofrem com a falta de repasses à unidade que está com as atividades paralisadas desde a última segunda-feira (6). Os responsáveis são o governo do Estado e a Prefeitura. Todas as cirurgias que estavam agendadas foram canceladas e, além disso, não é possível receber novos pacientes para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Com uma demanda de 450 pacientes por dia, o Hospital Geral continua a fazer o atendimento apenas de consultas e exames laboratoriais. Desde o início da paralisação, 25 cirurgias deixaram de ser feitas.

Segundo a assessoria do hospital, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) deve mais de R$ 2,2 milhões. Parte do valor, cerca de R$ 1,7 milhão, é referente a emendas parlamentares destinadas à unidade de saúde.

Além disso, a SMS deve a segunda parte do dinheiro proveniente dos incentivos municipais que são destinados à UTI, uma quantia de R$ 564 mil.

Já a Secretaria Estadual de Saúde (SES) deve um valor de R$ 600 mil que são destinados a procedimentos cardiológicos e exames para transplantes. O dinheiro seria para colocar em dias os pagamentos dos fornecedores do hospital.

Porém, apesar de a assessoria afirmar que não há falta de materiais para os trabalhos na unidade, familiares de um paciente do hospital foram informados por servidores que a unidade estava sem fios para fazer as costuras das cirurgias, marca-passo e stent, esses últimos são aparelhos imprescindíveis para pacientes cardíacos que estão internados há quase um mês na espera dos equipamentos do coração.

Outro lado

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, os recursos do Estado já foram repassados ao município. 

Com isso, foram pagos cerca de R$ 600 mil, referentes aos leitos de UTI até o mês de maio, porém ainda estão em aberto os leitos de UTI dos meses de junho e julho, que aguarda o repasse estadual, além dos Incentivos Municipais.

Sobre o recurso da emenda parlamentar, a SMS afirmou que até a próxima semana haverá um parecer para que esse recurso possa ser repassado para o Hospital Geral.

Já a Secretaria Estadual de Saúde (SES) afirmou que depositou mais de R$ 2,9 milhões no Fundo Municipal de Saúde de Cuiabá destinados ao custeio de leitos de UTI, e que este valor mantém a prestação de serviço da UTI. Além disso, afirma que repassou R$ 600 mil, que já foram entregues ao HG.

Em relação aos valores destinados a cirurgia cardíaca (toracotomia) e stent farmacológico, já está liberado o valor de R$ 210 mil e de R$ 268 mil, referente à abril e maio. 

Quanto aos valores referentes a exames de transplantes, do mês de maio no valor de R$ 92.275,00, seguiu nesta terça-feira (7) para o financeiro para pagamento. No entanto, o processo de junho ainda não chegou ao setor de Controle e Avaliação.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários