Padrasto é preso após estuprar e engravidar enteada de 15 anos | MUVUCA POPULAR

Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018

MATO GROSSO Sexta-feira, 03 de Agosto de 2018, 11h:02 | - A | + A




INIMIGO EM CASA

Padrasto é preso após estuprar e engravidar enteada de 15 anos

Por: Redação

Um homem acusado de abusar sexualmente da enteada por mais de 9 anos foi preso em flagrante pela Polícia Judiciária Civil, na quarta-feira (01.08), em Confresa (1.160 km a Nordeste). A vítima, atualmente com 15 anos, está grávida de 7 meses do padrasto e era abusada desde os 6 anos de idade.

O suspeito, A.L.G., 59, ameaçava a enteada para que ela não contasse sobre os abusos e foi autuado em flagrante pelos crimes de estupro majorado, lesão corporal no âmbito doméstico, ameaça, cárcere privado,

A prisão do suspeito aconteceu após a vítima, adolescente de 15 anos, procurar a Delegacia de Confresa para comunicar que desde dos 6 anos de idade era abusada sexualmente pelo seu padrasto. A menor está grávida de 7 meses, sendo o filho resultado dos abusos praticados pelo suspeito.

A vítima contou que sua mãe soube dos abusos há pouco tempo e desde então o suspeito vem ameaçando de morte as duas, uma vez que ele possui uma arma de fogo dentro de casa. Segundo a adolescente, há dois anos o padrasto a impede de ir a escola e somente quando ele viaja, ela consegue sair de casa.

Com base nas informações, imediatamente uma equipe de investigadores diligenciou em busca do suspeito, que foi flagrado com uma pistola PT58, calibre 380, um carregador com 12 munições e mais 7 munições avulsas, todas intactas.

Diante da situação, o suspeito foi conduzido a Delegacia de Confresa, onde foi interrogado pelo delegado, André Rigonatto. Após lavrado o flagrante, o acusado foi encaminhado para Cadeia Pública de Porto Alegre do Norte.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários