Polícia prende 3 membros de facção criminosa que planejavam matar agente | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

MATO GROSSO Quinta-feira, 14 de Junho de 2018, 12h:10 | - A | + A




TRÁFICO E HOMICÍDIOS

Polícia prende 3 membros de facção criminosa que planejavam matar agente

Por: Da Redação

Sete mandados judiciais contra integrantes da facção criminosa Comando Vermelho (CV) foram cumpridos, nesta quarta-feira (13), na operação Areia Escarlate, deflagrada pela Polícia Civil de Arenápolis (258 km ao Médio-Norte), com objetivo de combater crimes de tráfico de drogas e homicídios no Município e região.

A ação resultou na prisão preventiva de Gerson Alves Faria de Lima (preso em Nova Mutum), Weverson Souza de Arruda (preso em Nortelândia) e Willian Ricardo dos Santos (preso em Arenápolis), acusados dos crimes de tráfico de drogas, associação criminosa e posse ilegal de arma de fogo.

As ordens judiciais, sendo 3 mandados de prisão preventiva e 4 de busca e apreensão, foram decretadas com base em investigações da delegacia de Arenápolis sobre a venda de drogas.

As investigações apontaram os suspeitos como membros de um grupo criminoso atuante em Mato Grosso e que estavam envolvidos com o tráfico de drogas e homicídios na região. Segundo as investigações, Gerson, era responsável por fazer a contabilidade do grupo criminoso, assim como o recolhimento de “contribuições” das bocas de fumo do município e região, para a facção.

De acordo com o delegado José Ricardo Garcia Bruno, além do envolvimento com o tráfico de drogas, há fundadas suspeitas da participação dos acusados em homicídios de membros de facções rivais. “Foi descoberto que eles ainda planejavam diversos outros homicídios, entre eles, a morte de um agente penitenciário”, disse o delegado.

Participaram da ação as equipes de policiais civis da delegacia de Arenápolis, Nortelândia, Nova Mutum, Santo Afonso e Nova Marilândia, além da equipe do Grupo Armada de Resposta Rápida (Garra) de Nova Mutum. 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários