Vereador de Sinop diz que Caravana é maquiagem para mascarar caos na saúde  | MUVUCA POPULAR

Domingo, 19 de Agosto de 2018

PARLAMENTO Sábado, 26 de Maio de 2018, 12h:59 | - A | + A




SINOP

Vereador de Sinop diz que Caravana é maquiagem para mascarar caos na saúde

Por: Larissa Malheiros e José Marcondes

O vereador do município de Sinop, (500 km de Cuiabá), Hedvaldo Costa (PR), disse que a Caravana da Transformação é uma programa que tem seus benefícios, mas que o governo do Estado tem deixado de lado, serviços básicos que salvam vidas, como exemplo, abastecimento de medicação nas unidades de saúde, que não teriam o custo elevado que possui o programa do Estado. Também destacou durante entrevista ao MPopular, que a saúde pública e a educação devem ser prioridades do executivo, e o município tem sofrido o descaso setorizado, pela falta de participação do governo.

O povo o vê a Caravana do estado e tem a ideia de que o governo está trabalhando, essa ideia eu não vejo clara na minha cabeça

O republicano explica que  a caravana é uma ação considerada efetiva, porém acaba escondendo situações consideradas prioritárias na saúde. Isso porque, a falta de investimento nas unidade fazem pacientes padecerem enfermos e sem medicação. Ele ainda destaca, que pessoas estão morrendo, por este fator e nada está sendo feito.

“Um governo no meu ponto de vista, não tem direito de errar em várias áreas, e tem duas que são essenciais, que é a saúde e a educação”, desabafa,

Ele também lembra, que o Estado diminuiu o repasse para saúde, além da falta de compromisso ao não pagar em dia os profissionais. O vereador ainda frisa, que o governo também não cumpre com empresas que foram contratadas para gerirem os Hospitais Regionais e as dívidas se arrastam. “O governo não cumpre com a sua obrigação e a baixa complexidade do município começa a sofrer. Tem dia que a UPA de Sinop tem 40 pessoas internadas que deveriam estar no Hospital Regional, e a população xinga o município porque está vendo a UPA lotada. O povo o vê a Caravana do estado e tem a ideia de que o governo está trabalhando, essa ideia eu não vejo clara na minha cabeça. A obrigação do governo é no dia a dia e não em uma semana por mandato”, dispara Hedvaldo.

Na educação, o vereador pontua que o Estado cometeu o pecado da corrupção na Secretaria Estadual.“Teve uma corrupção muito forte na Seduc envolvendo um grupo de pessoas do partido do governador, e a população, a Assembleia e os professores tiveram que ser muito incisivos e a justiça muito rápida, senão teria virado uma bola de neve ou um câncer”.

Sobre isso, ele afirma que o executivo não teve atitude para resolver o problema. Por isso, revela que o reflexo da falta de pulso do gestor do Estado são crianças fora da sala de aulas por falta de vagas.

Mesmo assim, o parlamentar reforça que os problemas da cidade são vivenciados por vários outras em todo País, mas precisa de gestor com planejamento. Ele acredita que o Brasil está saindo de uma crise violenta, em que alguns com desvio de conduta na política deixaram. Também comenta que a greve dos caminhoneiros mostra o problema sistêmico que a política trouxe e afetou a economia.

"Se tem uma greve dessa magnitude, tem algum problema a ser resolvido. Eu vejo que o problema principal está sendo nas taxações de impostos e tributos que o povo não está mais aguentando”, finaliza.

Política

O vereador diz que o governador Pedro Taques tem um discurso forte, mas não é verdadeiro. O discurso de combate à corrupção, mas a corrupção está instalada em seu governo. Em relação a isso, ele fala que Taques não pode ter um discurso na área da saúde, porque a saúde está aos frangalhos,“caindo aos pedaços”.

“Eu não gostaria de ver esse governador reeleito. Eu apoiei o governador, fui candidato a deputado Estadual ao lado dele, tinha muita confiança, pelo discurso que trouxe e pegou muitas pessoas inclusive a mim, mas na prática foi diferente.O despotismo, o autoritarismo acabou há muito tempo, o governo tem que ser democrático. O governador Pedro Taques tem demonstrado na sua administração que ele grita e obriga”.

O republicano conta que o estado tem excelentes políticos que não precisam dizer amém para um governo autoritário, tem homens públicos honrados para lidar com a situação crítica da educação, saúde, emprego e renda, economia, e que estão mais preparados que o governador para unir o estado.

Hedvaldo que está no terceiro mandato afirma que é necessário ter pulso para mudar a dura realidade da população. Por isso, se considera atuante indo aos bairros para conhecer os problemas e levar ao gestor, cobrando resolução. "Nós atuamos não sentados em uma mesa no gabinete, mas sim nas ruas, nos bairros e nas estradas da zona rural ouvindo a população”.          

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

ILMA - 26-05-2018 14:12:37

Certo vereador, mas isso so vai melhorar quando o governo mudar e pelo jeito ele não mudar então estamos lascados

Responder

7
2


Cuiabano - 26-05-2018 14:06:54

Para começo de conversa, se a saúde fosse boa não ia existir essa caravana, pelo amor de Deus, esse governador acha que a população só sofre de catarata, além do mais acho nessa caravana desnecessária

Responder

10
1


2 comentários