Supremo nega mais uma vez soltura da quadrilha Taques | MUVUCA POPULAR

Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

POLÍCIA Terça-feira, 03 de Julho de 2018, 08h:33 | - A | + A




Família do crime

Supremo nega mais uma vez soltura da quadrilha Taques

Família do governador segue apodrecendo na cadeia

Por: Redação

O Supremo Tribunal Federal negou mais um pedido para soltar o deputado estadual Mauro Savi. A decisão foi da ministra Rosa Weber, na última sexta feita, e com isso a quadrilha dos Taques, como é chamada, segue 'apodrecendo' na cadeia.

Mauro Savi foi preso na mesma operação que os primos do governador Pedro Taques, chamada de Bônus, segunda fase da Operação Bereré, no dia 9 de maio deste ano.

Savi e a família Taques operaram um esquema que teria desviado cerca de R$ 30 milhões dos cofres públicos (Detran).

A Assembleia Lelislativa bem que tentou livrar o comparsa da cadeia, mas o pedido já foi rejeitado pelo desembargador José Zuquim Nogueira, pela ministra Maria Thereza de Assis Moura e, agora, por Rosa Weber. “Ante o exposto, não conheço do presente habeas corpus, negando-lhe seguimento (art. 21, § 1º, do RISTF)”, diz o despacho da ministra, emitido no último dia 29 de junho.

Reclamação

Além do habeas corpus, a Procuradoria da Casa de Leis também entrou com uma reclamação junto ao Supremo. O TJ, através do desembargador José Zuquim Nogueira, não reconheceu como válida a sessão realizada na ALMT que aprovou a soltura de Mauro Savi.

No despacho de Rosa Weber, ela solicita maiores informações ao desembargador e cobrará um parecer do Ministério Público Federal. Foi inclusive Zuquim quem determinou a prisão de Mauro Savi. Só após a análise destes pontos que a ministra tomará alguma decisão.

“Colham-se, em caráter de urgência, informações junto à autoridade reclamada - Desembargador José Nogueira Zuquim, do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso, Relator da Ação Penal nº 0037792-78.2018.8.11.0000 -, devendo encaminhar cópia das peças que reputar relevantes. Com a chegada das informações, ao Ministério Público para manifestação. Após, retornem os autos conclusos para apreciação do pedido de liminar”.

Operação Bônus 

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPE-MT) aponta que o deputado estadual preso Mauro Savi (DEM) e os primos do governador PEdro Taques eram os líderes de um esquema que envolveu empresários e políticos notórios no Estado. O inquérito policial narra desvios promovidos por uma empresa (EIG Mercados) que prestava serviços ao Detran no registro de financiamento de veículos em alienação fiduciária, além de uma outra organização (Santos Treinamento) que lavava o dinheiro desviado.

O inquérito aponta que a EIG Mercados – que no início dos desvios, em 2009, chamava-se FDL Serviços -, repassava em torno de R$ 500 mil por mês de verbas obtidas pelo serviço que presta ao Detran por meio da Santos Treinamento. A empresa era uma espécie de “sócia oculta” nos trabalhos realizados ao departamento estadual.

O dinheiro chegava a políticos notórios do Estado - como o ex-governador Silval Barbosa, o deputado estadual Mauro Savi, além do ex-deputado federal Pedro Henry -, por meio de depósitos bancários e pagamentos em cheques promovidos pelos sócios da Santos Treinamento, como Claudemir Pereira, também conhecido como “Grilo”.

Além de Mauro Savi também foram presos no dia 9 de maio de 2018 os ex-sócios da Santos Treinamento, Claudemir Pereira dos Santos e Roque Anildo Reinheimer, o ex-CEO da EIG Mercados, Valter José Kobori, o ex-Chefe da Casa Civil, Paulo Cezar Zamar Taques, e seu irmão e advogado, Pedro Jorge Zamar Taques.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(9) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Luiz Trippa - 05-07-2018 07:53:42

Governador Pedro paga pelo preço, tal como a Dilma, de ver toda a maracutaia e nada fazer... não apontar, por exemplo, que todos os que criticam ele neste exato momento são justamente estes que estavam em maracutaia.

Responder

4
3


joice - 03-07-2018 14:09:10

Quadrilha de Taques, muito criativo, muito criativo

Responder

27
1


Alexandre - 03-07-2018 13:56:57

Mais facil criticar do que elogiar né, desconsidere e faz seu melhor, como vc sempre faz e para de querer ficar colocando Pedro Taques no meio do Joio

Responder

3
33


Eleitor de MT - 05-07-2018 01:09:33

Tu é dos lambe-botas contratado né??? Logo tu vai rodar!

Responder

5
2


GIL - 03-07-2018 13:30:17

CARAMBA, QUERO UMA LISTA DOS NOMES DOS POLÍTICOS FICHA SUJA, E NÃO ACHO FAZ UMA PARA NÓS MUVUCA

Responder

24
0


Doris - 03-07-2018 13:24:54

Esses corruptos é um custo de meio bilhão aos cofres públicos e quem paga somos nós

Responder

23
0


Marcela - 03-07-2018 13:19:54

Mauro Savi não tem Família?

Responder

16
1


Kimber - 03-07-2018 13:17:07

O governador é da família Taques, porem o único que merece nosso respeito, ele não tem nada a ver com os outros, pois os dedos das mãos não saão todos iguais.

Responder

3
34


ANA - 03-07-2018 08:52:15

MAS O GOVERNADOR CONTINUA ILESO.. DA GRAMPOLÂNDIA, OPERAÇÃO REMORA E OUTRAS MAIS.

Responder

32
0


9 comentários

coluna popular
MM usou incentivos e não pagou funcionários
Mauro Mendes se humilha por apoio de Maggi
“Teve uma credibilidade que não merecia”
Arca de Noé
Briga pelo tempo

Últimas Notícias
19.09.2018 - 18:00
19.09.2018 - 17:50
19.09.2018 - 17:48
19.09.2018 - 16:47


Pedro Taques (PSDB)

Mauro Mendes (DEM)

Wellington Fagundes (PR)

Moisés Franz (Psol)

Arthur Nogueira (Rede)



Informe Publicitário