Blairo dança conforme a música e já flerta com Bolsonaro  | MUVUCA POPULAR

Sábado, 20 de Outubro de 2018

POLÍTICA Quarta-feira, 10 de Outubro de 2018, 13h:37 | - A | + A




Quer garantir o cargo

Blairo dança conforme a música e já flerta com Bolsonaro

O objetivo é se manter no poder e continuar sendo o Ministro da Agricultura

Por: Redação

O Ministro da Agricultura, Blairo Maggi, declarou em setembro que deixaria a política a partir de 31 de dezembro, quando sairá do comando do ministério. Porém, Blairo já flerta com o candidato a presidência, Jair Bolsonaro (PSL), para se manter no cargo.

Blairo não se manifestou abertamente sobre o tema, mas pessoas ligadas ao candidato disseram que o ministro faz planos de permanecer na pasta se o capitão reformado do Exército vencer as eleições.

Dois assessores de Blairo - Eumar Novacki e Coaraci Nogueira de Castilho – confirmaram a Revista Época que estão entusiasmados com a campanha de Bolsonaro. Coaraci, chefe de gabinete de Blairo, por exemplo, comemorou a declaração de apoio da Frente Parlamentar Agropecuária (FPA) a Bolsonaro.

Maggi também declarou no início do ano que não faria doações para políticos. “Essa foi uma decisão familiar. Ninguém da minha família ligada ao grupo Amaggi fará doação eleitoral este ano”, afirmou o ministro.

Porém, alguns membros da sua família resolveram fazer doações. Elizeu Zulmar Maggi Sheffer, primo de Blairo e dono do Grupo Scheffer, transferiu R$ 10 mil para a campanha de Ícaro Francisco Severo (PSDB) a deputado estadual pelo Mato Grosso. Filho de Elizeu, Guilherme Mognon Sheffer colocou R$ 100 mil na campanha de Carlos Fávaro (PSD), que tentou uma das vagas para o Senado, mas não foi eleito.

Nas campanhas de 2014, conforme dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Blairo Maggi doou, como pessoa física, R$ 250 mil para financiar a campanha de seu amigo e compadre Adilton Domingos Sachetti (PRB-MT), que foi eleito deputado federal e que, neste ano, tentou uma vaga no Senado.

Em 2014 a família Maggi doou ao todo R$ 5,4 milhões, dos quais mais da metade – R$ 2,815 milhões – foram direcionados à campanha de Pedro Taques (PSDB) para o governo do Mato Grosso.

Apesar das declarações contraditórias, Blairo Maggi da indícios de que está saindo de cima do muro e pretende apoiar Bolsonaro, para continuar como Ministro da Agricultura.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Souza - 10-10-2018 18:28:20

Esse será que é o Sarney de MT?

Responder

8
2


CLOVIS - 10-10-2018 14:11:15

OPORTUNISTA DE PLANTÃO, BOLSONARO NÃO DEVERIA SE JUNTAR COM ESSA GENTE.

Responder

9
5


2 comentários