População é atendida por enfermeiros, enquanto Maluf comemora saída de médicos cubanos | MUVUCA POPULAR

Domingo, 09 de Dezembro de 2018

POLÍTICA Sexta-feira, 30 de Novembro de 2018, 11h:20 | - A | + A




Saída dos cubanos

População é atendida por enfermeiros, enquanto Maluf comemora saída de médicos cubanos

Parlamentar comemorou a saída dos médicos cubanos que atuavam no país

Por: Helena Corezomaé

 

Enquanto o deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB), que é médico e sócio de um hospital particular em Cuiabá, comemora a saída dos médicos cubanos que atuavam no Brasil por meio do programa Mais Médicos, do governo federal, pacientes estão sendo atendidos por enfermeiros em alguns municípios de Mato Grosso.

“Quero dizer a todos os deputados que estão aqui que a melhor coisa que poderia ter acontecido com o nosso país era isso. Infelizmente, esse sentido de que atender por atender, sem qualidade nenhuma, é muito difícil você ver uma situação como essa no país. A diferença entre um médico cubano e um médico brasileiro é enorme”, disse.

Somente no estado a população era atendida por 132 profissionais. Em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, foram abertas 15 vagas nas unidades de saúde, com a saída dos cubanos. Contudo, apenas três foram preenchidas por novos médicos que revalidaram o diploma para atuar no país.

O município era o que mais tinha profissionais contratados por meio do programa federal. A falta de médicos tem deixado a população sem atendimento. No posto do Bairro Jardim Cidade Alta uma enfermeira está atendendo e fazendo os encaminhamentos. Até a situação ser regularizada, o secretário de Saúde de Tangará da Serra, Itamar Bonfim, afirmou que está convocando os médicos inscritos no edital para atuar no município, até o dia 14 de dezembro.

No último dia 20, o governo federal publicou no Diário Oficial da União um edital com 132 vagas para o programa Mais Médicos em Mato Grosso. No país, são cerca de 8,5 mil vagas abertas para substituir os médicos cubanos.

Sem acordo

O governo de Cuba decidiu sair do programa Mais Médicos depois que o presidente eleito Jair Bolsonaro declarou que mudaria os termos do acordo.

Em Mato Grosso, dos 258 profissionais do programa, 132 eram cubanos, o número de cubanos representava mais de 50% do total de médicos do programa no estado.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Dornele$ - 30-11-2018 18:09:01

A posse é dia primeiro. Ainda estamos no governo do vice dos petralhas!

Responder

6
6


Wagner - 30-11-2018 11:51:15

Peça ao Maluf para atender ou um plantão ,UNZINHO , em Jangada !!! Vou ser mais bondoso com o TURCO : no Pedra Noventa !!! Este Deputadozinho( ainda encontra IDIÓTAS que se dispõe a lhe vender o voto) , não diz que MAIS da METADE dos médicos brasileiros ,ABANDONAM o mais Médicos !!!

Responder

16
3


2 comentários