Secretário age rápido e resolve crise na educação | MUVUCA POPULAR

Sábado, 20 de Outubro de 2018

POLÍTICA Quinta-feira, 11 de Outubro de 2018, 18h:00 | - A | + A




Sem crise

Secretário age rápido e resolve crise na educação

Greve relâmpago durou apenas 9 dias

Por: Redação

Os professores da rede municipal de Cuiabá aceitaram a proposta de reajuste salarial feita pela prefeitura ontem (09), e decidiram, por unanimidade,  retomar as atividades nesta quarta-feira (10), após nove dias de greve.

A articulação do Secretário de Educação, Alex Vieira Passos, foi fundamental para o desfecho da negociação, transformando o incorfomismo dos servidores  em uma das greves mais curtas da história da educação na capital mato-grossense, finalizada com unamidade entre a categoria.

O secretário teve carta branca do prefeito Emanuel Pinheiro para conduzir as negociações, que acabou agradando a todos.

Desfecho sem crise

Os servidores terão ganho de 7,5% que será de 3,35% relativos ao Reajuste Geral Anual (RGA) mais 4%, este percentual a título de ganho real. Desse total, 2% serão aplicados no mês de dezembro e mais 2% ao longo do mês de fevereiro de 2019, para todos os profissionais da Educação.

A prefeitura também se comprometeu a implantar um programa de valorização da categoria, com possibilidade de ganhos reais que ultrapassam R$ 150 milhões para todas as classes, distribuídos nos próximos seis anos.

A proposta contempla ainda o encaminhamento da Lei Orgânica dos Trabalhadores da Educação para apreciação e votação, publicação de todos os processos de elevação de nível paralisados e pagamentos dos respectivos retroativos, além de realização de Concurso Público.

“Os 4% de reajustes, de ganho real, representam um investimento aproximado de R$ 20 milhões por ano, que a gestão Emanuel Pinheiro está fazendo na Educação. Para conseguir honrar esse compromisso, a Prefeitura terá que rever a implantação de programas como o de reestruturação da rede física, recebida pela atual gestão em condições lastimáveis, abertura de novas unidades, liberação de verbas emergenciais entre outros programas”, explicou à Coluna o secretário Alex Vieira.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Zulc - 10-10-2018 12:45:06

Graças a Deus Bolsonaro seja louvado

Responder

2
0


Luiza - 10-10-2018 12:37:55

Por isso acabou a greve?

Responder

0
0


2 comentários