Taques reúne com secretariado e assina, hoje, decreto da transição | MUVUCA POPULAR

Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018

POLÍTICA Terça-feira, 09 de Outubro de 2018, 13h:30 | - A | + A




Passando o bastão

Taques reúne com secretariado e assina, hoje, decreto da transição

Em conversa com a imprensa, ele exaltou a importância da democracia

Por: Redação

O governador Pedro Taques reuniu, nesta manhã, com o seu secretariado para tratar da transição. Logo após, falou, rapidamente, com a imprensa e afirmou que já parabenizou Mauro Mendes pela vitória.

“Nós fizemos uma reunião de todos os secretários e presidentes das autarquias. Inicialmente, eu quero dizer a todos que hoje eu liguei para o governador eleito, Mauro Mendes, o parabenizei pela vitória, em reconhecimento da vitória dele em razão da democracia. Eu disse a ele que a nossa transição será feita da melhor maneira possível”.  

O governador informou que assinará, hoje, o decreto da transição. A medida obedece regras do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT). A não contribuição do atual gestor na troca de dados ou o não interesse do futuro gestor em formar uma equipe para a realização de diagnóstico da situação pode prejudicar o julgamento das contas anuais. A omissão de informações pode ser considerada improbidade administrativa, irregularidade que pode acarretar multas e ressarcimento ao erário aos atuais e ex-gestores.   

“Disse ao governador eleito, Mauro Mendes, que estou pronto para recebê-lo aqui no Palácio, na hora que ele entender, da melhor maneira possível. Vivemos em uma democracia e é bom que assim seja. Eu, como governador do Estado de Mato Grosso até o dia 31 de dezembro de 2018, disse ao governador eleito que abriremos, como não poderia ser diferente, todas as informações necessárias pra que ele tenha um mandato melhor possível para o povo do Estado de Mato Grosso. A partir de 1 de janeiro, eu sou um soldado pra ajudar Mato Grosso a superar suas dificuldades”, discursou.  

Taques aproveitou para agradecer os apoiadores e eleitores e voltou a falar sobre a democracia.

“Eu agradeço e quero dizer a todos aqui: eu sou um democrata, não há nada melhor que a democracia. Existem erros na democracia? Existem falhas na democracia? Existem. Mas isso só pode ser combatido com mais democracia. A eleição é muito boa. Adoro eleição. E eu estou há 25 anos cuidando de problemas dos outros. Quinze anos como procurador da República, dois anos como procurador do Estado, quatro anos como senador da República e até 31 de dezembro, quatro anos como governador do Estado de Mato Grosso. Por 25 anos. E aí eu terei, a partir de 1 de janeiro do ano que vem, condições de cuidar só de mim e da minha família”, encerrou.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Zé Pedro - 09-10-2018 17:20:48

A cadeia lhe aguarda senhor chefe da Grampolandia. Sem mandato o sr será um cidadão comum respondendo por crimes que já levaram todos seus secretários para a cadeia por cumprirem suas ordens. Só falta o sr.

Responder

6
2


1 comentários