Taques usa dinheiro do novo Pronto Socorro e obras não são concluídas | MUVUCA POPULAR

Domingo, 24 de Junho de 2018

POLÍTICA Terça-feira, 12 de Junho de 2018, 10h:24 | - A | + A




R$ 82 MILHÕES

Taques usa dinheiro do novo Pronto Socorro e obras não são concluídas

Acordo firmado entre governo e prefeitura não foi cumprido pelo estado

Por: Marcio Camilo

Gcom

Gcom

Governador e prefeito discutem o acordo para a compra dos equipamento do PS

O governo do Estado até agora não firmou o convênio de R$ 82 milhões para a compra de quipamentos do novo Pronto Socorro de Cuiabá. O acordo – que consta em ata – foi estabelecido no último dia 7 de novembro, entre o governador Pedro Taques (PSDB), o prefeito Emanuel Pinheiro e a bancada federal dos deputados e senadores de Mato Grosso. Já se passaram seis meses e até o momento o convênio não foi assinado.

Muvuca Popular

Ata

Ata onde o governador se compromete em repassar os R$ 82 milhões ao novo PS

A demora pode resultar na perda do recurso, já que o governador tem pouco menos de um mês (7 de julho) para assinar o documento, por causa da legislação eleitoral.

Nessa novela, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) também foi criticado por deputados e os vereadores de Cuiabá. Eles o acusaram de ser leniente e passivo de mais, por não ter cobrado os R$ 82 milhões com mais vigor do governo.

O fato é que esses valores já tinham o endereço certo, se lá no começo, por volta do mês de janeiro, a prefeitura tivesse concluído em tempo hábil os pré-projetos de aquisição dos equipamentos do hospital, para encaminhá-los ao Ministério da Saúde que faria a liberação da emenda.

A bancada federal repassou a emenda ao governo do Estado para o custeio da saúde, à pedido do governador Pedro Taques, que fez um acordo com a prefeitura de Cuiabá mas não cumpriu.

A ata

Na ata de 7 de novembro, que o site Mpopular teve acesso, está estabelecido o acordo entre o governador e o prefeito de Cuiabá.

Ficou combinado que a bancada iria repassar R$ 156 milhões em emendas ao governo do Estado, para serem usadas “para o pagamento das unidades filantrópicas de saúde, atenção básica dos 141 municípios, hospitais regionais, MAC e UTI’s.

Mediante a isso, o governador se comprometeu a firmar o convênio de R$ 82 milhões com a prefeitura de Cuiabá para a aquisição dos equipamentos do novo Pronto Socorro de Cuiabá, que atualmente está com 85% das obras concluídas.

Arte Muvuca Popular

Ata 2

No detalhe a assinatura do prefeitura Emanuel Pinheiro

A ata é assinada por todos os representantes da bancada federal: senadores Cidinho Santos, José Medeiros (Podemos), Wellington Fagundes (PR) e os deputados federais Xuxu Dal Molin (PSC), Carlos Bezerra (MDB), Ezequiel Fonseca (PP), Fábio Garcia (DEM), Nilson Leitão (PSDB), Valtenir Pereira (PSB), Ságuas Moraes (PT).

O que diz governo

Desde ontem, o site Mpopular esteve em contato com as assessorias de imprensa da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e do Gabinete de Comunicação (Gcom) para saber se o governador já assinou o convênio e se terá condições de repor os R$ 82 milhões que pegou do novo Pronto Socorro, tendo em vista que o Estado está em crise financeira.

A assessoria da SES, durante o dia de ontem, tentou seguida vezes contato com a Casa Civil para saber da assinatura do convênio. No entanto, não obteve respostas.

Audiência na câmara

Ontem também ocorreu uma audiência pública na Câmara de Cuiabá, no qual o tema foi debatido. O evento contou com a presença de representantes do Ministério Público, dos representantes da bancada federal os deputados federais Fábio Garcia (DEM) e Adilton Sachetti (PRB), além do senador José Medeiros (PSD).

O governo não enviou nenhum representante, fato que foi muito criticado pelos presentes, principalmente pelos vereadores.

Durante a audiência, o vereador Dilemário Alencar (Pros) salientou a preocupação do Pronto Socorro perder os R$ 82 milhões, por conta da não assinatura do convênio, tendo em vista que há uma data limite para oficializar o acordo (7 de julho). Depois disso, o governador fica impedido legalmente de assinar qualquer contrato devido a proximidade das eleições.

Mídia News

Governador e prefeito visita ps

Governador e prefeitura visitam obras do novo pronto socorro, em outubro do ano passado

“Os vereadores estão fazendo a sua parte, cobrando do governador o repasse desses R$ 82 milhões. O que nós queremos é que o governador ouça o clamor da população cuiabana e ajude a Prefeitura a construir e a inaugurar o mais urgente possível o novo pronto-socorro. Estamos fazendo a nossa parte, enquanto quem deveria estar fazendo essa cobrança é o prefeito Emanuel Pinheiro”, enfatizou o parlamentar cuiabano.

O que a prefeitura diz

Há também uma polêmica de que a prefeitura estuda a possiblidade de firmar um contrato de locação para a aquisição dos equipamentos do novo pronto-socorro. Isso geraria um grande custo aos cofres do município.

Mas o secretário de Saúde, Huark Douglas Correia salientou que não é intenção do Executivo de fazer locação, caso os R$ 82 milhões prometidos pelo governo estejam na conta da prefeitura.

O gestor salientou que o governo até agora “não passou nenhum centavo” para prefeitura, que por sua vez já licitou R$ 22 milhões para a compra dos equipamentos.

Ele explicou que até o próximo dia 22, mais R$ 42 milhões serão licitados: “Depois disso, só restará última fase de licitação”, frisou Huark.

O secretário salientou que nem de longe a prefeitura dispõe desses recursos (R$ 82 milhões), e que as licitações só irão se efetivar se o governo mandar a verba: “Estamos contanto com esses recursos”, reforçou.

A prefeitura, por meio da assessoria, também informou que o prefeito Emanuel Pinheiro dará uma coletiva de imprensa, em que abordará o assunto, expondo com mais detalhes a versão do município sobre o caso.

Arte Muvuca Popular

Ata 4

No detalhe, a assinatura de todos os membros (senadores e deputados) da bancada federal

Outro lado

O Gcom informou que aguarda da prefeitura a lista de equipamentos que serão comprados para o pronto-socorro. A partir disso o convênio será estabelecido.

No entanto, o Gcom não sou precisar se o governo dispõe de dinheiro em caixa para firmar o convênio. 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(9) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Ivan Ney - 12-06-2018 19:20:40

A palavra desse taques nunca teve valor, não seria agora que honraria com seu compromisso, este valor nada mas é do que barganha política para Chantagens políticas, triste. Que acabe logo 2018,,, MT necessita deste hospital, não é só Cuiabá...

Responder

3
1


ANA - 13-06-2018 08:39:37

E MAIS UMA VEZ ME PERGUNTO, NÃO TEM NENHUMA LOGICA UM GOVERNADOR TÃO RUIM E PÉSSIMO QUE O POVO O QUER FORA.. VAI SE CANDIDATAR DE NOVO???? SÓ PODE SER LOUCO..POVO NÃO VE A HORA DELE SAIR..

Responder

2
1


Cacilda - 12-06-2018 17:06:07

Ignorou a saúde. Uma pena.

Responder

4
1


Tiago - 12-06-2018 14:29:38

É só o povo deixar de ser tonto e cobrar dos políticos as promessas de campanha parece uns zumbis nem sabe em quem e porque estão votando, por isso politico deita e rola esse governar mesmo é mais um.

Responder

6
1


Santos - 12-06-2018 12:19:56

Esse é o herói de quem muitos admirava. Povo que gosta de se iludir!

Responder

4
1


Jaime - 12-06-2018 12:11:13

O Congresso Nacional devia propor uma CPI para investigar essa politica de MATO GROSSO, só assim o povo iria ter certeza que essa gestão não é para o povo, cade as prioridades, para a população, cade os investimento, estão construindo coisas novas para que, se as que tem estão abandonadas.

Responder

6
1


Gutierre - 12-06-2018 12:06:25

Ele usou o dinheiro para fazer o que

Responder

5
1


Walmir - 12-06-2018 11:55:49

A vaidade destroi o homem. E se ele acha que tem o poder nas maos, pior ainda fica, eu fico imaginando esse mode de governar do Pedro Taques mostrando cada dia mais que ele não está preocupado com o povo, sempre sobra para os cofres publicos o problema é a corrupção que o governo dele está cheio

Responder

4
1


JORGE LUIZ - 12-06-2018 11:50:02

SE ESSE MALA DO EMBROMADOR NÃO ESTÁ RESPEITANDO DECISÃO DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL VOCÊS ACHAM QUE ELE VAI ESTORNAR O DINHEIRO PEGO NO FINAL DO ANO? A PREFEITURA DE CUIABÁ JÁ PERDEU E ANOTEM AÍ, ESSE MALA VAI NA CAMPANHA DIZER QUE NÃO TERMINOU O PRONTO SOCORRO DE CUIABÁ POR QUE NÃO É PREFEITO DA CIDADE E NÃO TEM NADA COM ISSO, QUE A CULPA É DO SILVAL E QUE NENÉU DINHEIRO QUER É ROUBAR MESMO, ANOTA AÍ

Responder

4
1


9 comentários

coluna popular
Emanuel falará com a imprensa pela tarde
Gosto por carros era tanto que faltou fazer sexo
Veja o resultado completo
Jogo duplo de candidato pode enterrar sua eleição
PT, MDB e PSDB possuem as maiores quantias

Últimas Notícias
24.06.2018 - 18:18
24.06.2018 - 18:17
24.06.2018 - 15:58
24.06.2018 - 10:30


Nenhum deles

Mauro Savi

Wilson Santos

Wagner Ramos

Eduardo Botelho

Prof. Allan Kardec

Nininho

Janaina Riva

Valdir Barranco

Romualdo Júnior

Saturnino Masson

Silvano Amaral

Sebastião Rezende

Max Russi

Guilherme Maluf

Gilmar Fabris

Dilmar Dal Bosco

Max Russi

Roberto Bezerra

Niuan Ribeiro

Paulo Araújo

Antônio Marçal

Josair Lopes

Waldir Caldas

Diany Dias

João Batista

Oscarlino Alves

Edmundo César

Henrique Lopes

Suelme Evangelista

Carlos Avalone

Carlos Brito

Leonardo Oliveira

Layr Mota

Cabo Juliano

Dr. Edvaldo

Professora Rita

Nieta

Sergio Lader

Diego Guimarães

Juca do Guaraná

Faissal

Gilmar Fabris

Ademir Brunetto

Pedro Satélite

Oscar Bezerra

Zeca Viana

Luizinho Magalhães

Baiano Filho

Branquinha

Jajah Neves

José Antônio Pilegi

Luis Braz

Emílio Populo

Marcio Mendes

Cláudio Sena

Emídio de Souza

Major EB Cicero

Guarda Sttefany

Auditor Claudemir

Sargento Joelson

Gisele Lopes

Dr. Divino Henrique

Sr. Elias

Dr. Ardonil

Eliseu Nascimento

Samir Katumata

Dilemário Alencar

Gislene Cabral

Madona

Túlio Fontes

Joyce Lombardi

Miley Alves

Lúdio Cabral

Césare Pastorello

Dr. Daude

Edinho Paiva

Alex Rabelo

Leonice Lotufo

Djalma Sabo Mendes

Maviane Ramalho



Informe Publicitário