Trágico: Taques não vai pagar RGA | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 19 de Novembro de 2018

POLÍTICA Segunda-feira, 05 de Novembro de 2018, 08h:40 | - A | + A




Fórum Sindical não descarta Greve

Trágico: Taques não vai pagar RGA

O triste fim de um péssimo governo. Ao apagar das luzes, servidores do estado ainda serão lesados

Por: Daniela Castro

O Tesouro Estadual da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) comunicou o Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) que o governo do estado não tem condições financeiras de pagar a Revisão Geral Anual (RGA) 2018, prevista para ser quitada em duas vezes, sendo 2% na folha de outubro, que será pago nesta semana e 2,19% na de dezembro deste ano.

Esse parece ser o capítulo final dessa novela trágica para o funcionalismo público. Através de uma nota técnica, o governo de Pedro Taques (PSDB) admite, pela primeira vez, que não tem como pagar a reposição inflacionária dos servidores.

O Secretário Rogério Gallo admite que o que está em jogo é o pagamento, em dia, dos salários dos servidores, apesar de terem tomado todas as medidas que a Lei assegura. E alerta que pagar a RGA de 2018 seria um risco para a nova gestão de Mauro Mendes (DEM). “Eu, como servidor público, sou o primeiro a querer garantir o pagamento dessa RGA. Mas, as condições financeiras não permitem e, entre conceder o benefício e pagar o salário, eu prefiro ficar com a pontualidade do pagamento dos servidores públicos”.

O documento ainda cita outras 18 Notas Técnicas referentes à proibição de novos concursos públicos, assim como o índice da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que já está em cima do limite prudencial e, pelo Tesouro Nacional, já se encontra estourado.

Fórum Sindical

Os dirigentes do Fórum Sindical dos Servidores do Poder Executivo lançaram, neste domingo (04), uma nota de repúdio e alerta aos servidores sobre a possibilidade de não pagamento da RGA.

Receosos e sendo cobrados por suas categorias, os dirigentes deliberaram por esta nota pública e mais peças publicitárias (vídeos) para alertar aos servidores, a sociedade e os poderes constituídos sobre o risco do acordo não ser cumprido, e Mato Grosso enfrentar nova greve para garantir esse direito constitucional, como o é para várias categorias privadas e como foi para todos os demais poderes.

Leia a nota na íntegra no anexo ao final da matéria.

Decisões

Em maio deste ano, o Pleno do TCE havia suspendido o pagamento da 3ª parcela da RGA referente ao ano de 2017, diante da gravidade das irregularidades e do perigo do aumento de despesas com pessoal, com risco de comprometimento e colapso da gestão fiscal e financeira de Mato Grosso.

Porém, em setembro, o TCE voltou atrás e liberou o pagamento da parcela após o Estado recorrer da decisão. Já a reposição referente a 2018, é de 4,19%, também com o pagamento parcelado em duas vezes continua suspensa pelo TCE.  

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(15) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Maria - 06-11-2018 12:02:46

Fiquem tranquilos ,o Bolsonaro também vai dar uma ajudinha . Vai mexer nas aposentadorias do funcionalismo , aumentando a contribuição para 22% , e aumentando a idade para se aposentar. Vocês pediram ,pois aguentem !!!

Responder

8
2


Bileu - 06-11-2018 06:36:34

O povo matogrossense pode ficar tranquilo as empresas dos deputados estão recebendo tudo em dia os contratos do governo. Ah, e parem de chorar. Esses empresários deputados no próximo ano vão ser de novo a mesma mesa diretora ano que vem. Não adianta chororô.

Responder

7
2


Bileu - 06-11-2018 06:33:44

Aumento de dois mil reais para.pessoal do TJ. Em forma de auxílio. Pedro taques assinoubessa lei. Isso não é coisa de louco? Eles mentem na sua cara cidadão. Aumento de mil reais os "trabalhadores" da assembleia. E os deputados ajudaram muito nessa gestão, pois tiraram a obrigação de prestar contas da VI. Ou seja, 65 mil direto pra conta. Os deputado triplicaram o próprio salário. Chorem mais seus trouxas.

Responder

9
0


Bileu - 06-11-2018 06:29:26

Você já viu político se desfazer de recursos de sua pasta? Eu já! Na assembleia deixaram tudo frouxo e o Taques fez o que quis. Mas pergunta se as empresas, contratos, e empreiteiras do político estão atrasadas? Não estão. Esta tudo pago, senhores cidadãos, podem ficar tranquilo.

Responder

7
0


Guerreiro - 06-11-2018 04:11:12

Todos os gestores públicos estão preocupados com as suas melhorias individuais/particulares, dinheiro público? O público é o último a ver esse dinheiro... Serem presos jamais um acomunado um com outro na cara dura, única pessoa que é representante do povo e colocou a cara a tapa e cobrando afastamento de Pedrinho malvadeza foi a Janaína Riva o restante sombra e água fresca, Botelho e Napoleão/Pedrinho estão carne e unha, cadê o bandido do Wilson Santos com fraquíssima votação????

Responder

9
0


Carlos - 05-11-2018 21:33:31

Servidores não votaram nele, portanto não vai ter aumento, e chega de chororô, vão trabalhar.

Responder

3
24


Cidadão - 05-11-2018 20:43:29

A pge ganha honorários advocatícios. Além disso, o módico salário de 33 mil mensal. Pergunto: só a pge é responsável por ganhar essas ações? Quem instrui os processos, fornece as informações e desenvolve e atua no finalístico não é corresponsável??? O governador podia tirar o $ dos abastados procuradores e dividir com todos os demais servidores em cotas iguais.

Responder

16
0


Cidadão - 05-11-2018 20:40:51

Dados que ouvi dizer e que não tem norma publicada em portal transparência ( até se imagina o motivo): Auditor TCE tem verba indenizatória de 10 mil. Juiz tem vi de 25 mil. Conselheiro TCE tem vi de 25 mil. Deputado tem vi de 65 mil. Promotor tem vi de 25 mil. Desembargador tem vi de 40 mil. Defensor tem vi de 10 mil. Todos estes além da vi mensal (por fora do salário e cujo cálculo não entra na conta do gasto com pessoal) ganharam o rga retroativo a janeiro de 2018. Aíí vem o servidor do executivo que ganha só o salário mais nada extra e não pode ter direito ao rga . É justo isso Arnaldo???

Responder

23
0


Cidadão - 05-11-2018 20:39:06

Dados que ouvi dizer e que não tem norma publicada em portal transparência ( até se imagina o motivo): Auditor TCE tem verba indenizatória de 10 mil. Juiz tem vi de 25 mil. Conselheiro TCE tem vi de 25 mil. Deputado tem vi de 65 mil. Promotor tem vi de 25 mil. Desembargador tem vi de 40 mil. Defensor tem vi de 10 mil. Todos estes além da vi mensal (por fora do salário e cujo cálculo não entra na conta do gasto com pessoal) ganharam o rga retroativo a janeiro de 2018. Aíí vem o servidor do executivo que ganha só o salário mais nada extra e não pode ter direito ao rga . É justo isso Arnaldo???

Responder

8
0


Rio Vermelho - 05-11-2018 20:24:29

Pagar aluguel de escola militar sem aluno aqui em ROO pode, Pagar RGA não pode! Como fica isso TCE?

Responder

16
0


Xomaninho - 05-11-2018 17:25:22

Holerite até agora não saiu.....será por que né.... cano a vista.... o que me conforta é que corre em bocas pequenas quando ela perder o foro..... vai pro xilindró.

Responder

23
1


ANA - 05-11-2018 17:15:48

PARABENS A ESTE GOVERNO QUE VAI DEIXAR O CAIXA PIOR DO QUE ESTAVA... MAS E AI??? E O ROMBO DA SEDUC FICA POR ISSO MESMO?? NÃO VAI TER PRISAO??

Responder

26
1


Marcos - 05-11-2018 15:45:08

Tanto restos a pagar sem a contrapartida financeira... pq não vai pra cima dos ordenadores de despesas que fizeram isso e não atacar ainda mais o servidor colocando a culpa nos servidores... má gestão do tesouro, planejamento, sec de administração, tudo muito fraco... lastimável.

Responder

24
2


Xustre - 05-11-2018 14:25:10

Será que isso é pra botar medo no botelho de colocar o impeachment em votação?

Responder

27
5


Povo cuiabano - 05-11-2018 12:43:16

espero que apodreça na cadeia...

Responder

35
5


15 comentários

ANEXOS