Vereador Abílio faz novo "barraco" e polícia é acionada | MUVUCA POPULAR

Sexta-feira, 22 de Junho de 2018

POLÍTICA Quinta-feira, 07 de Junho de 2018, 18h:13 | - A | + A




Paulo Araújo acusa assédio e vai pedir providência

Vereador Abílio faz novo "barraco" e polícia é acionada

Por: Larissa Malheiros / JM

O vereador Abílio Júnior aprontou mais um 'barraco' na Prefeitura de Cuiabá, dessa vez na sede da Secretaria Municipal de Saúde, e policiais tiveram que ser acionados para conter o que foi apontao como assédio moral contra servidores. Segundo relato, Abílio barrava servidores para perguntar quem tinha indicado cada um, o que causou constrangimento nos servidores. Abílio alega que foi cerceado no seu direito de fiscalizar o poder público.

Seu colega de parlamento, Paulo Araújo (PP), no entanto, revelou o outro lado da 'diligência' de Abilinho, como é chamado. Araújo disse que a Lei Orgânica do Município de Cuiabá, em seu artigo 11, inciso IX, autoriza a Câmara dos Vereadores a fiscalizar e controlar os atos do Poder Executivo, permitindo,  inclusive, livre acesso e trânsito dos vereadores, durante o horário de expediente, em todos os órgãos ou repartições do Município, podendo diligenciar-se pessoalmente junto aos responsáveis no momento da diligência para fiscalizar, coletar ou copiar no local ou em outro que vier

 

a ser autorizado pela autoridade administrativa competente informações ou documentos de interesse público.

A lei não dá o direito ao vereador de ser arrogante, irônico, sarcástico e desrespeitoso

Por outro lado, afirma Araújo, a lei não dá o direito ao vereador de ser arrogante, irônico, sarcástico e desrespeitoso, como teria sido a atitude de Abílio durante a fiscalização na SMS.

Segundo Paulo Araújo, a denominada fiscalização realizada por Abilio, não passou de uma verdadeira encenação, explorando imagens de forma aleatória, expondo, assediando, ridicularizando os servidores da saúde, tumultuando o ambiente de trabalho, sem saber ao menos o que deseja analisar, fiscalizar.

"Quer fiscalizar. Quer controlar. Faça. Mas faça de maneira respeitosa e não leviana, objetivando apenas sensacionalismo. Os Servidores merecem respeito. A população também. Demonstre com clareza e de forma objetiva o que pretende fiscalizar, solicite os documentos por escrito de preferência, sem exposições, sem filmagens, até porque nobre colega, expor imagens de pessoa sem autorização viola os ditames da lei, passível inclusive de indenização por danos morais", detonou o progressista.   

Histórico

Essa não é a primeira confusão que Abílio arruma em prédios do Executivo. No início do mandato ele derrubou paredes da Câmara de Vereadores a marretadas. Em abril promoveu um escarcéu na secretária de Inovação e Comunicação (Sicom), fazendo inclusive funcionários chorarem com o constrangimento.

Outro Lado

A secretária de Saúde de Cuiabá divulgou nota afirmando que a pessoa que acionou a PM não é servidora da pasta. Ressalta o direito dos vereadores em acessar as informações. Pontua também que o secretário interino Huark Douglas se prontificou a recebê-lo, mas Abílio não aceitou o convite.

Leia, abaixo, a íntegra da nota:

Vereadores são pessoas eleitas pelo povo e, por meio da legitimidade do voto, tem suas funções e atribuições. Em visita realizada nesta quarta-feira, 06, à Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, o vereador Abílio citou um artigo da Lei Orgânica do Município para justificar sua presença no local, a fim de fiscalizar o exercício de atividades do poder público. O vereador foi convidado a comparecer ao gabinete do Secretário Municipal de Saúde, que se prontificou a recebê-lo prontamente e disponibilizar as informações que ele requeria, mas o convite não foi atendido. Ele foi recebido na sala de Recursos Humanos da Secretaria pelo responsável pela assessoria jurídica e o responsável do RH, que responderam suas dúvidas. O vereador solicitou documentos da Secretaria, aos quais ele tem todo o direito de ter acesso desde que tenha autorização da autoridade local, de acordo com a Lei Orgânica. Mas neste caso, como não atendeu ao convite do Secretário, que estava à sua espera, os documentos não foram disponibilizados. Em relação à presença dos policiais, a Secretaria Municipal de Saúde informa que não tem conhecimento sobre a pessoa que fez o chamado à polícia e que, pelo nome que foi informado, a pessoa não é servidora da Secretaria.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(7) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

CADÊ A MORAL DESSE VEREADOR?? - 08-06-2018 18:09:07

MADRASTA DE VEREADOR ABÍLIO É FUNCIONÁRIA FANTASMA EM GABINETE O deputado estadual Sebastião Rezende (PSC) foi denunciado nesta semana por manter uma assessora que supostamente não cumpria expediente na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). Damaris Rastelli, que ocupa um cargo com salário mensal de R$ 2,8 mil, é apresentadora de um programa de rádio na Rádio Nazareno e também dá aulas de espanhol. Damaris é madrasta do vereador de Cuiabá Abílio Brunini Filho, o Abilinho (PSC). A denúncia foi apresentada pelo Programa do Pop, da TV Cidade Verde, afiliada da Rede Bandeirantes, em Cuiabá. Ao ser questionada pela reportagem do programa se trabalhava no Legislativo, a servidora foi evasiva. “Trabalho na Rádio Nazareno e dou aula de espanhol. Não sei porque você está me fazendo esta pergunta. Não te conheço”, afirmou ao repórter Arthur Garcia. Em seguida, ao entrar em uma sala, o vereador Abilinho que estava no local, negou que ela trabalhasse no Grande Templo e que também fosse funcionária da rádio, afirmando que ela apenas apresenta um programa na emissora. “Trabalho já faz bastante tempo. Sou assessora e trabalho externamente visitando as igrejas e aqui na rádio”, disse Damaris. Quem também foi denunciado como funcionário fantasma foi Anderson Brunini Moumer, assessor parlamentar do deputado federal Victório Galli (PSL). A denúncia, no entanto, não se consolida, tendo em vista que o regime de contratação de secretários parlamentares, como são chamados os cargos em comissão da Câmara dos Deputados, não prevê o cumprimento de carga horária, nem cobra presença em gabinete, seja no estado de origem ou em Brasília. Anderson Brunini é irmão do vereador Abilinho. Ele afirma que edita vídeos e áudios além de outras funções para o deputado federal. “Trabalho com o Victório Galli desde 2003. Não sou servidor fantasma. Trabalho e presto assessoria para ele”, explicou. Ao ser questionado sobre qual a função da assessora no gabinete, o deputado estadual Sebastião Rezene acabou contradizendo o que Damaris havia dito. Enquanto ela explicou que fazia trabalhos externos no gabinete do parlamentar, Sebastião Rezende disse que ela fazia funções internas. “A Damaris trabalha aqui desde 2014 na parte interna cuidando da parte de elaboração de projetos e indicações. Além de fazer o trabalho na Assembleia, em muitas situações, me acompanha nas reuniões. É uma excepcional servidora. Ela trabalha 40 horas por semana”, frisou.

Responder

2
3


Jango - 08-06-2018 10:17:27

Tem que fiscalizar sim, inclusive gostaria muito que de uma olhada como os médicos trabalha nos PSF porque existe um horário estabelecido para atendimento, vê se esse esta sendo comprido, da uma olhada nos profissionais das vacinas porque é um serviço simples porém complexo, creio que o prefeito deveria fazer reciclagem geral nos profissionais para estarem se atualizando é segurança para eles e qualidade de serviço para a população, apesar de Cuiabá não ser uma super população mas é grande em extensão territorial e cada localidade tem suas necessidades especificas, quanto a fiscalização deve ser feita através de oficio pedindo documentos da pasta com prazo de entrega e depois in loco. Vale ressaltar que o vereador sabe muito bem como são colocados os apadrinhados nos órgãos públicos, exemplo uma reportagem da BAND no gabinete do deputado Sebastião Rezende.

Responder

5
2


Carlos Nunes - 08-06-2018 09:05:55

Ih! Tio Abílio é fogo...coloca o dedo na ferida, e quando coloca sangra, pois tá tudo errado. Tem uma forma melhor de resolver isso...nas próximas eleições, a gente elege NOVO presidente, NOVO governador, NOVOS senadores, NOVOS deputados federal e estadual. ZERA TUDO, passa a régua, e elege uma nova safra de pessoas que comecem a escrever uma nova página na história política do Brasil e de Mato Grosso. Troca tudo....

Responder

7
1


Jadson Matos - 08-06-2018 00:47:02

Gente, quem fez um tremendo barraco foi o jurídico da secretaria de saúde e o então servidor que mentiu descaradamente no vídeo! Me ajude ai...... Quem deveria ser solicito é o então secretário de saúde pois é papel do mesmo prestar contas à população! Quem não deve não teme! Esse também é o papel do legislativo municipal - fiscalizar o executivo. Vereador, você deveria representar esse povo todo!

Responder

11
3


Jadson - 08-06-2018 00:44:38

Gente, quem fez um tremendo barraco foi o jurídico da secretaria de saúde e o então servidor que mentiu descaradamente no vídeo! Me ajude ai...... Quem deveria ser solicito é o então secretário de saúde pois é papel do mesmo prestar contas à população! Quem não deve não teme! Esse também é o papel do legislativo municipal - fiscalizar o executivo. Vereador, você deveria representar esse povo todo!

Responder

4
3


Cacilda - 07-06-2018 22:01:25

Esse Abelhinho vai acabar queimando a igreja Assembleia de Deus.

Responder

11
10


Walacce - 07-06-2018 20:51:31

Rapaz, eu vi só um vereador sendo privado de exercer sua função, agora me vem esse site querer distorcer os fatos, se não tem nada a esconder por que não queriam fornecer as informações, tá certinho vereador Abílio, ganhou meu voto nessa, deviam ter escondido os documentos no palito

Responder

17
12


7 comentários

coluna popular
Jogo duplo de candidato pode enterrar sua eleição
Veja o resultado completo
Deputado desafia governador e chama de porcaria
PT, MDB e PSDB possuem as maiores quantias
Enquanto se "estapeiam" republicano cresce

Últimas Notícias
21.06.2018 - 17:31
21.06.2018 - 16:43
21.06.2018 - 16:20
21.06.2018 - 16:00


Nenhum deles

Mauro Savi

Wilson Santos

Wagner Ramos

Eduardo Botelho

Prof. Allan Kardec

Nininho

Janaina Riva

Valdir Barranco

Romualdo Júnior

Saturnino Masson

Silvano Amaral

Sebastião Rezende

Max Russi

Guilherme Maluf

Gilmar Fabris

Dilmar Dal Bosco

Max Russi

Roberto Bezerra

Niuan Ribeiro

Paulo Araújo

Antônio Marçal

Josair Lopes

Waldir Caldas

Diany Dias

João Batista

Oscarlino Alves

Edmundo César

Henrique Lopes

Suelme Evangelista

Carlos Avalone

Carlos Brito

Leonardo Oliveira

Layr Mota

Cabo Juliano

Dr. Edvaldo

Professora Rita

Nieta

Sergio Lader

Diego Guimarães

Juca do Guaraná

Faissal

Gilmar Fabris

Ademir Brunetto

Pedro Satélite

Oscar Bezerra

Zeca Viana

Luizinho Magalhães

Baiano Filho

Branquinha

Jajah Neves

José Antônio Pilegi

Luis Braz

Emílio Populo

Marcio Mendes

Cláudio Sena

Emídio de Souza

Major EB Cicero

Guarda Sttefany

Auditor Claudemir

Sargento Joelson

Gisele Lopes

Dr. Divino Henrique

Sr. Elias

Dr. Ardonil



Informe Publicitário