Sindicalista aponta possível manobra eleitoral de Taques na suspensão do RGA | MUVUCA POPULAR

Sexta-feira, 22 de Junho de 2018

SINDICATOS Quarta-feira, 16 de Maio de 2018, 10h:02 | - A | + A




POLITICAGEM

Sindicalista aponta possível manobra eleitoral de Taques na suspensão do RGA

Fórum garante que sem pagamento de RGA como combinado e estabelecido em Lei , greve dos servidores é certa

Por: Larissa Malheiros

Divulgação

Divulgação

 O presidente do Fórum Sindical em Mato Grosso, Oscarlino Alves, disse ao MPopular que a suspensão do pagamento do Reajuste Geral Anual (RGA) aos servidores do executivo, pode ser uma manobra eleitoral, para beneficiar o governador Pedro Taques (PSDB) a reeleição. Porém, o sindicalista destaca que a categoria vai se reunir para analisar os documentos que levaram o Tribunal de Contas do Estado (TCE), determinar a suspensão, com alegação de que o executivo ultrapassou os gastos previstos em Lei.

“Quem dificultou o pagamento de uma coisa que é condicional, uma revisão geral anual do período inflacionário que não é reajuste, foi o próprio governo, durante quatro anos de mandato. Então, ele se desgastou muito com isso, e nós estamos em um período eleitoral, uma bola levantada para o governo chutar e dizer que resolveu o problema’'.

Sendo assim, ele ressalta que o RGA terá que ser pago somente em setembro, e as eleições acontecem em outubro. Neste caso, a suposição é que Taques usaria os meses até setembro para fazer campanha em cima do pagamento, e na hora certa reverter a decisão do TCE. Com isso, ganhar a graça dos servidores e sucessivamente votos nas urnas.

O presidente explica que os servidores não vão entrar no que considera uma cortina de fumaça, e primeiro precisam entender o porquê isso está acontecendo. No entanto, garante que sem RGA , a greve é certa. “Isso não surgiu de graça, surgiu em um momento de eleição”, pontua.

De acordo com o sindicalista, tecnicamente não teria como o Ministério Público de Contas (MPC) fazer essa recomendação para essa decisão monocrática do conselheiro interino Isaías Lopes da Cunha. Isso porque, já está previsto na PEC de Gastos. Por isso, o conselheiro deveria ter feito essa análise em 2017.

“A emenda Constitucional prevê o pagamento da RGA , a Lei Orçamentária Anual prevê o pagamento do RGA , então estão dando tiro no pé. Caso contrário, isso é tudo uma esculhambação. Está faltando planejamento e gente competente para planejar e orçar o orçamento do Estado”.

Sobre o governo ter prontificado entrar na justiça para reverter o caso, o Forúm analisa que é obrigação do executivo dar explicação e resolver o problema. Como exemplo, Oscarlino cita: É obrigação do Estado! Como se um político vier falar que é honesto, como se fosse uma virtude, é obrigação. Quem sentou na mesa e negociou e mandou o projeto de Lei para ser aprovado na Assembleia foi o governo, então ele que tem que dar uma justificativa”.          

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Jogo duplo de candidato pode enterrar sua eleição
Veja o resultado completo
Deputado desafia governador e chama de porcaria
PT, MDB e PSDB possuem as maiores quantias
Enquanto se "estapeiam" republicano cresce

Últimas Notícias
21.06.2018 - 17:31
21.06.2018 - 16:43
21.06.2018 - 16:20
21.06.2018 - 16:00


Nenhum deles

Mauro Savi

Wilson Santos

Wagner Ramos

Eduardo Botelho

Prof. Allan Kardec

Nininho

Janaina Riva

Valdir Barranco

Romualdo Júnior

Saturnino Masson

Silvano Amaral

Sebastião Rezende

Max Russi

Guilherme Maluf

Gilmar Fabris

Dilmar Dal Bosco

Max Russi

Roberto Bezerra

Niuan Ribeiro

Paulo Araújo

Antônio Marçal

Josair Lopes

Waldir Caldas

Diany Dias

João Batista

Oscarlino Alves

Edmundo César

Henrique Lopes

Suelme Evangelista

Carlos Avalone

Carlos Brito

Leonardo Oliveira

Layr Mota

Cabo Juliano

Dr. Edvaldo

Professora Rita

Nieta

Sergio Lader

Diego Guimarães

Juca do Guaraná

Faissal

Gilmar Fabris

Ademir Brunetto

Pedro Satélite

Oscar Bezerra

Zeca Viana

Luizinho Magalhães

Baiano Filho

Branquinha

Jajah Neves

José Antônio Pilegi

Luis Braz

Emílio Populo

Marcio Mendes

Cláudio Sena

Emídio de Souza

Major EB Cicero

Guarda Sttefany

Auditor Claudemir

Sargento Joelson

Gisele Lopes

Dr. Divino Henrique

Sr. Elias

Dr. Ardonil



Informe Publicitário