Projeto do MPMT é case de sucesso em evento nacional | MUVUCA POPULAR

Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2018

TECNOLOGIA Sexta-feira, 25 de Maio de 2018, 08h:06 | - A | + A




INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Projeto do MPMT é case de sucesso em evento nacional

A proposta do Ministério Público do Estado de Mato Grosso para a utilização da inteligência artificial com o foco na prevenção de desvios de recursos públicos se tornou estudo de caso em um dos eventos mais importantes da área de tecnologia realizado no país, o “Gartner Data & Analytics Summit”, que está acontecendo esta semana em São Paulo.

Como parte da programação, o procurador-geral de Justiça em Mato Grosso, Mauro Benedito Pouso Curvo, proferiu a palestra “O impacto da inteligência artificial no Direito” para líderes de negócio e executivos de empresas privadas e de governo, além de especialistas de tecnologia e analytics.

O procurador-geral de Justiça destaca que em um cenário em que a corrupção tem se tornado cada vez mais evoluída e aprimorada, o único caminho para que o combate ao crime seja de alto nível pelas instituições públicas é o estabelecimento de tecnologia como força permanente de monitoramento, prevenção, e repressão por meio da utilização dos dados públicos .

 “O uso da tecnologia é essencial para que possamos gerar melhores e maiores resultados na nossa atuação diária. Não podemos pensar que obteremos resultados diferentes do que já tivemos até agora, se continuarmos trabalhando em um modelo artesanal”, ressaltou.

 Com uma força quase imperceptível, a Inteligência Artificial está por trás do funcionamento de sistemas de busca, das sugestões de compra online e de extraordinários games de computador. Na administração pública, a proposta é utilizá-la para análise das fases internas de procedimentos licitatórios que existem para aquisição de bens e serviços nos municípios e nos órgãos públicos estaduais.

Para que o projeto se torne realidade, o Ministério Público do Estado de Mato Grosso já adotou algumas providências. O primeiro passo foi mobilizar a empresa Microsoft, vencedora da licitação realizada pelo MPE para operação em nuvem, a “comprar” a ideia.

O MP/MT atua em duas frentes para viabilização do projeto. Internamente, o Departamento de Tecnologia da Informação, com apoio do promotor de Justiça substituto Cláudio Gonzaga, está fazendo pesquisas e trabalhando para montar o grupo de algorítimos voltados à prevenção. Já externamente, o MP analisa a base de dados do APLIC obtida em parceria fundamental com o Tribunal de Contas do Estado. Após a conclusão dessas duas etapas, a Microsoft entrará em cena com a disponibilização de engenheiros para o início da fase de produção.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários