Sirlei Theis | MUVUCA POPULAR

Quarta-feira, 26 de Junho de 2019

ARTIGOS Segunda-feira, 20 de Maio de 2019, 10h:48 | - A | + A




Mente superior. Você sabe o que é?

Sirlei Theis

SILEI THEUS.jpg

 

Muitos já usaram o nome de Dante de Oliveira no afã de se eleger ou reeleger. Muitos citam Dante de Oliveira e suas ideias. O homem das Diretas já, o prefeito de Cuiabá por duas vezes e governador de Mato Grosso de 1995 a 2002. Um homem mesmo a frente do seu tempo, que entendeu muito cedo que reunir competências era o melhor caminho para administrar o estado num momento de muita dificuldade.

O Jornalista Onofre Ribeiro em recente artigo, citou este grupo que aconselhava e discutia com o Governador Dante os muitos problemas de MT. O Onofre mesmo fazia parte da mente superior de Dante, pessoas altamente capacitadas que discutiam de A a Z e sempre apontavam uma alternativa, uma solução, mas a decisão final sempre era “Dele”, que, munido de informações sob diversos aspectos, tinha condições de decidir com a certeza de ser a melhor solução para o Estado e foi assim que ele conseguiu mudar o rumo.

“Na administração pública o maniqueísmo pode ser mortal, nem sempre a melhor decisão será o sim ou o não, as vezes é na terceira via que o melhor caminho se mostra.”

Sempre ouvimos a frase de que duas cabeças pensam melhor que uma e a mente superior é justamente isso, tirar uma ideia do papel e tornar rotina o exercício do pensamento e da discussão saudável e criadora. Imagine três, quatro, cinco, uma série de boas cabeças lançando seus olhares e expertises numa única direção, quando isso acontece, é a mente destemida e superior em ação. Muito diferente das assessorias diretas que estamos acostumados.

Na administração pública o maniqueísmo pode ser mortal, nem sempre a melhor decisão será o sim ou o não, as vezes é na terceira via que o melhor caminho se mostra.

A pergunta que não quer calar é: Quem são aqueles que fazem parte da mente superior do governo federal, estadual ou da gestão dos municípios?

Existiu mente superior na gestão do Taques, Silval e Maggi ou governaram de acordo com interesses próprios ou dos financiadores de suas campanhas, sem ter o cidadão como foco. A falta desse grupo, da mente superior, pode sim ser o principal elemento que nos levou ao caos que estamos vivendo. Servidores recebendo parcelado, fornecedores sem receber, capacidade de investimento zero, fechamento de delegacias e de presídios, dentre outros órgãos.

Se tivéssemos uma mente superior atuando junto ao governo, como estas questões seriam tratadas? As falas de campanha seriam honradas? Tais falas teriam existido?

Nessa onda de fechamento de órgãos públicos, com o discurso do estado mínimo, me pergunto, quem vai pagar essa conta? O fechamento dessas estruturas, pode sim resultar em economia, afinal é um organismo a menos gerando custos, porém, ninguém fala nada acerca de quem vai pagar esse prejuízo, pois ocorreu um investimento para instalação desses órgãos. A título de exemplo, cito a instalação do DETRAN na Fernando Correa, que por falta de avaliação prévia de impacto na vizinhança ou outros interesses que não sabemos, trouxe inúmeros problemas para a região e em menos de dois anos foi transferido para um shopping da cidade. Alguém vai pagar por essa conta e ser responsabilizado ou vai ser mais um ato que vai passar despercebido?  Até quando vamos continuar vendo esse tipo de descaso com o bem público?

“Se tivéssemos uma mente superior atuando junto ao governo, como estas questões seriam tratadas? As falas de campanha seriam honradas? Tais falas teriam existiriam?”

Como a mente superior iria tratar esses temas? A continuar como está, não teremos esta resposta, já que entra governo, sai governo, aqui estamos nós a mercê de administrações centralizadoras e por que não dizer, personalistas, momento em que percebemos a “modelagem” do STAFF e assessorias, que passam a reproduzir o mesmo comportamento do “Mentor”, mas isso é assunto para outro artigo.

A boa notícia é que a mente superior pode ser criada a qualquer tempo. Basta o administrador entender a importância de reunir um grupo de boas mentes livres, que não estão preocupados em agradar, mas de apontar a melhor solução. Boas e grandes soluções podem sair destes embates sempre promissores.

Olhando para os grandes líderes da humanidade é possível perceber a ação deste grupo, a mente superior. O maior deles, o mais sábio ser humano que já existiu, se cercou de doze. Jesus criou uma mente superior com seus apóstolos e dividiu o mundo em antes e depois.

A mente superior é a garantia de sucesso de qualquer gestão ou empreendimento, pois ninguém é tão bom a ponto de dominar todos os assuntos sem precisar de ajuda. O bom gestor é aquele que ouve mais e fala menos e trata logo de reunir a sua volta comprometimento, capacidade e maturidade.

Então, abra a sua mente e comece a montar a mente superior que vai te alavancar para novas e grandes conquistas em qualquer área da sua vida.

Sirlei Theis é advogada

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários