Investigação revela que empresários bolsonaristas tentaram criar rádio para defender governo | MUVUCA POPULAR

Domingo, 25 de Outubro de 2020

BRASIL Terça-feira, 22 de Setembro de 2020, 16h:14 | - A | + A




Estação de rádio

Investigação revela que empresários bolsonaristas tentaram criar rádio para defender governo

WhatsApp Image 2020-09-22 at 16.16.17.jpeg

 

Empresários bolsonaristas articularam para criar uma estação de rádio para fazer propaganda e defesa do presidente Jair Bolsonaro e de seu governo. É o que indicam mensagens no celular do empresário Otávio Fakhoury, um dos alvos do inquérito do Supremo Tribunal Federal que investiga a organização de atos golpistas e contra a democracia.

Fakhoury falou sobre o plano em troca de mensagens com Fábio Wajgarten, responsável pela comunicação social do governo Bolsonaro. O celular do empresário foi apreendido pela Polícia Federal e o conteúdo das mensagens foi revelado por reportagem do jornal O Globo.

A estratégia discutida era comprar uma estação de rádio e introduzir uma programação que apoiaria pautas de interesse do governo. Na conversa apreendida, Fakhoury diz já ter um grupo para “financiar a aquisição”, citando como um dos participantes o chef e dono da rede de restaurantes Madero, Luiz Renato Durski Júnior. Segundo avaliação da própria PF no depoimento, a emissora seria usada “para promover e ampliar as pautas políticas de interesse de seu grupo político”.

Os investigadores fizeram os questionamentos sobre o assunto em dois depoimentos, o de Durski e o do pastor RR Soares.

“Indagado sobre o diálogo por meio do aplicativo de mensagem Whatsapp identificado no telefone celular de Otávio Oscar Fakhoury, entre Otávio Oscar Fakhoury e Fábio Wajngarten, em que Oscar Fakhoury comenta sobre a necessidade de comprar uma rádio FM ‘target’, em que Oscar Fakhoury afirma já ter um grupo para financiar a aquisição da rádio e, dentre as pessoas mencionadas, Oscar Fakhoury cita o nome do declarante (Junior Duski)”, diz a PF, no relatório do depoimento de Durski.

O empresário disse que não fazia parte do grupo disposto a financiar a compra da rádio. Ele afirmou ainda que nunca foi procurador por ninguém para falar da compra e que não apoia grupos políticos, mas apenas a pessoa do presidente Jair Bolsonaro.

Já RR Soares respondeu que foi procurado pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) pedindo ajuda para encontrar uma estação de rádio em São Paulo para alugar. No depoimento, o pastor afirmou ter conversado com alguns proprietários de rádios e que um deles lhe disse ter faturamento mensal de cerca de R$ 1 milhão, valor informado a Eduardo Bolsonaro.

“Eduardo Bolsonaro disse que só tinha interesse na locação de uma rádio e não tinha esse valor para negociar a locação”, diz o depoimento do pastor.

O advogado de Otavio Fakhoury, João Vinicius Manssur, consigna que não teve acesso aos documentos citados pela imprensa e que seu cliente sempre agiu de forma ética, lícita e, principalmente, em estrito respeito à Constituição Federal e ao Estado Democrático de Direito.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Não teve apoio de Bolsonaro
Recompensa por recuo?
Era servidora municipal
Sem chance
Corrida ao Senado

Últimas Notícias
25.10.2020 - 09:02
25.10.2020 - 08:54
25.10.2020 - 08:40
24.10.2020 - 18:19
24.10.2020 - 18:04


Muvuca (PL)

Adevair Cabral (PTB)

Chico 2000 (PL)

Misael Galvão (PTB)

Ricardo Lobo (PL)

Aladir (PL)

Sargento Joelson (SD)

Juca do Guaraná (MDB)

Luluca Ribeiro (MDB)

Macrean

Renivaldo Nascimento

Toninho de Souza

Edna Sampaio (PT)

Robson Cireia (PT)

Ricardo Saad

Oseas Machado (MDB)

Rogério Varanda

Alex Ribeiro (PP)

Maurélio (PSDB)

Dudu Santos

Marcelo Bussiki

Vinícyus Clovito

Diego Guimarães

Mário Nadaf

Marcos Veloso

Gisele Almeida

Orival do Farmácia

Wilson Kero-Kero

Dr. Xavier

Justino Malheiros

Zidiel Coutinho

Sargento Vidal

Dídimo Vovô

Clebinho Borges

Júlio da Power

Jamilson Moura

Emídio de Souza (PSL)

Adalberto Cavalcanti

Ricardinho

Kako do CPA

Dilemário Alencar

Max Campos (PSB)

Cezinha Nascimento

Edienes Hadassa

Dr Luiz Fernando

PF Rafael Ranalli

Gabriel Henrique

Itamar Jefferson (PL)

Cristiano Paraqueda

Sebastião Moraes

Daniel

Justino Campos

Rafael "Faré"

Darley Gonçalves

Osmar Rodrigues "Chefinho"

Elenir Pereira

Prof.instrutor Joaquim Neto

Diogo Fernandes

Ade Silva

Sargento Ozeni

Dito Paulo

Paulo Macedo

Luiz BA

Professor Frankes

Paulo da VGDI

Valdemir MM

Weto Salgado

Dr. Daúde

Bob Medina

Wagner Vinícius

Luis Carlos

Carlos Henrique do Correio

Adv Cris

Elenir Pereira

Zé Carlos

Luis Cláudio

Huelton Souza

Rosenil Luiz (Canelinha de pacu) (PL)

Sargento Ozeni

Luiz Poção (PL)

Edilson Odilon (PL)

Paulinho CPA

Germânio Araújo

Chico do Leblon

Delegado Garcia

Renato Anselmo

Cleber Adôrno

Doidinhoducorte

Neno do Pascoal Ramos

Prof. Jorginho

Itamar Carvalho

Sidney de Souza

Marquinhos Carioca

Renato Anselmo

Pablo Queiroz

Pastor Jeferson

Paulo do Carmo

Vinícius Pardi

Aroldo Telles

Marcus Brito Jr.

Elzio Xaulin

Ledevino Conceição

Elias Santos

Edmilson Carmo

Gato Louco

Nilda Tosca



Informe Publicitário