UnB se diz indignada e aponta ''erro grave'' na avaliação do Inep | MUVUCA POPULAR

Quinta-feira, 24 de Setembro de 2020

BRASIL Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019, 15h:22 | - A | + A




Educação

UnB se diz indignada e aponta ''erro grave'' na avaliação do Inep

Na quarta-feira, o Inep afirmou que a UnB não alcançou nota máxima no Índice Geral de Cursos. Universidade diz que houve erro do MEC na nota dada a dois cursos de pós-graduação

foto: Marcelo Ferreira

unb.jpg

 

A Administração Superior da Universidade de Brasília (UnB) afirmou, nesta quinta-feira (12/12), que recebeu com "surpresa e indignação" o resultado do Índice Geral de Cursos (IGC) divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Em nota encaminhada ao Eu, Estudante, a universidade afirma ainda que encontrou "erro grave" nas notas dadas a dois cursos de pós-graduação: ensino de ciências e biotecnologia e biodiversidade. "A pós-graduação tem influência de 50% no cálculo do conceito", argumenta a UnB.

Pelos dados divulgados pelo Inep, a UnB não entrou na relação de instituições com nota máxima (5) no IGP. O índice da universidade caiu para 4. Entre as 39 instituições do Centro-Oeste avaliadas, 69,2% alcançaram o conceito máximo.

Ainda de acordo com a UnB, o erro de cálculo foi reportado ao Inep em outubro passado, mas não foi corrigido. "Causa estranheza e perplexidade que o recurso tenha sido indeferido, visto que a nota atribuída a esses dois cursos pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), que também faz parte do MEC, é 4. Na avaliação do Inep, os dois cursos aparecem com 0", escreve a administração.

O Eu, Estudante entrou em contato com o Inep e aguarda um posicionamento sobre a nota da UnB.

Confira a nota da UnB sobre os dados do Inep:
"A Universidade de Brasília recebeu com surpresa e indignação o resultado do Índice Geral de Cursos (IGC) do Inep. A instituição identificou erro grave nas notas atribuídas a dois cursos de pós-graduação (Biotecnologia e Biodiversidade e Ensino de Ciências). A pós-graduação tem influência de 50% no cálculo do conceito.

O erro foi reportado ao Inep em outubro, dentro do prazo recursal. O recurso apresentado pela UnB, porém, foi indeferido, e essa informação somente chegou à Universidade ontem, 11 de dezembro, mesma data da divulgação dos resultados do IGC.
Causa estranheza e perplexidade que o recurso tenha sido indeferido, visto que a nota atribuída a esses dois cursos pela Capes, que também faz parte do MEC, é 4. Na avaliação do Inep, os dois cursos aparecem com 0.

Cabe mencionar que a UnB vem em uma trajetória ascendente no IGC, que considera também o desempenho de cursos de graduação, nos quais a instituição igualmente tem se destacado. Para citar um exemplo, dos 17 cursos avaliados no Enade 2018, 15 obtiveram nota máxima.

A Universidade ainda vai se debruçar sobre todos os dados do IGC para, então, apresentar as contestações e os recursos necessários."

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Pré-candidato a suplente ao Senado
Não fez o dever de casa
Em outubro
Só bens declarados
Denúncia foi feita à Justiça Eleitoral

Últimas Notícias
23.09.2020 - 22:47
23.09.2020 - 21:09
23.09.2020 - 19:55
23.09.2020 - 19:00
23.09.2020 - 18:20


Muvuca (PL)

Adevair Cabral (PTB)

Chico 2000 (PL)

Misael Galvão (PTB)

Ricardo Lobo (PL)

Aladir (PL)

Sargento Joelson (SD)

Juca do Guaraná (MDB)

Luluca Ribeiro (MDB)

Macrean

Ralf Leite (MDB)

Renivaldo Nascimento

Toninho de Souza

Edna Sampaio (PT)

Robson Cireia (PT)

Ricardo Saad

Oseas Machado (MDB)

Rogério Varanda

Alex Ribeiro (PP)

Maurélio (PSDB)

Dudu Santos

Marcelo Bussiki

Vinícyus Clovito

Diego Guimarães

Mário Nadaf

Marcos Veloso

Gisele Almeida

Orival do Farmácia

Wilson Kero-Kero

Dr. Xavier

Justino Malheiros

Zidiel Coutinho

Sargento Vidal

Dídimo Vovô

Clebinho Borges

Júlio da Power

Jamilson Moura

Emídio de Souza (PSL)

Adalberto Cavalcanti

Ricardinho

Kako do CPA

Dilemário Alencar

Max Campos (PSB)

Cezinha Nascimento

Edienes Hadassa

Dr Luiz Fernando

PF Rafael Ranalli

Gabriel Henrique

Itamar Jefferson (PL)

Cristiano Paraqueda

Sebastião Moraes

Daniel

Justino Campos

Rafael "Faré"

Darley Gonçalves

Osmar Rodrigues "Chefinho"

Elenir Pereira

Prof.instrutor Joaquim Neto

Diogo Fernandes

Ade Silva

Sargento Ozeni

Dito Paulo

Paulo Macedo

Luiz BA

Professor Frankes

Paulo da VGDI

Valdemir MM

Weto Salgado

Dr. Daúde

Bob Medina

Wagner Vinícius

Luis Carlos

Carlos Henrique do Correio

Adv Cris

Elenir Pereira

Zé Carlos

Luis Cláudio

Huelton Souza

Rosenil Luiz (Canelinha de pacu) (PL)

Sargento Ozeni

Luiz Poção (PL)

Edilson Odilon (PL)

Paulinho CPA

Germânio Araújo

Chico do Leblon

Delegado Garcia

Renato Anselmo

Cleber Adôrno

Doidinhoducorte

Neno do Pascoal Ramos

Prof. Jorginho



Informe Publicitário