Milagre para canonização aconteceu com pedreiro em Sinop | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 16 de Dezembro de 2019

GERAL Sábado, 12 de Outubro de 2019, 18h:18 | - A | + A




MADRE GIUSEPPINA

Milagre para canonização aconteceu com pedreiro em Sinop

Milagre que permitiu canonização envolveu mestre de obra que, na época, morava no interior de Mato Grosso

No domingo (13), o Papa Francisco canonizará cinco beatos e beatas. Entre os novos santos, está a madre Giuseppina Vannini, nascida em Roma, em 1859. O milagre que permitirá sua canonização envolve Arno Celson Klauck, mestre de obras em Sinop (503 quilômetros, ao norte de Cuiabá), que caiu do terceiro andar pelo poço de um elevador enquanto colocava vigas de madeira. Na hora, ele invocou a ajuda da religiosa enquanto caía. Milagrosamente, foi encontrado apenas com hematomas.

Também serão canonizados a Irmã Dulce Lopes Pontes, primeira santa brasileira nascida em Salvador (BA); o cardeal John Henry Newman, fundador do Oratório de São Filipe Néri na Inglaterra; Maria Teresa Chiramel Mankidiyan, fundadora da Congregação das Irmãs da Sagrada Família, e Margherita Bays, Virgem, da Ordem Terceira de São Francisco de Assis. A canonização é o ato pelo qual a Igreja Católica declara que uma pessoa morta é um santo.

Arno e a esposa Nelsi Klauck estarão presentes na canonização de madre Giuseppina. De acordo com o site “VaticanNews”, aos quatro anos de idade, a religiosa perdeu o pai e, três anos depois, a mãe. Durante os exercícios espirituais, conheceu o sacerdote camiliano, padre Luigi Tezza, que reconheceu nela a pessoa indicada para iniciar uma nova Congregação, fundada em 1892, com o nome de Filhas de São Camilo.

Segundo os relatos, Giuseppina morreu em 1911 e, em 16 de outubro de 1994, foi beatificada por São João Paulo II, graças ao milagre realizado em Olga Nuñez, de Buenos Aires, que sofria de melanoma. As “Filhas de São Camilo” colocaram uma relíquia da madre em seu leito hospitalar, enquanto rezavam uma novena pedindo a intercessão de sua fundadora. A doença começou a desaparecer até curar completamente.

Outro milagre que permitiu a sua canonização envolveu Arno Klauck. Enquanto caia, ele invocou a intercessão da religiosa, salvando-se, milagrosamente, com apenas alguns hematomas. De acordo com o “Vatican”, aos 19 anos, Arno Klauck e família deixaram Missal (PR) para morar em Sinop. Era o ano de 1979. Em Sinop trabalhou como pedreiro ou carpinteiro (profissão que exerce até hoje). Por lá, ele era o responsável pela parte de carpintaria da obra, a construção de um prédio de três pavimentos que abrigaria o “Lar dos Idosos” da Congregação das Filhas de São Camilo.

A obra já estava no 3º andar e o encarregado, Nilson Bastos, no dia anterior ao acidente, avisou que as irmãs visitariam a obra no dia seguinte (19 de agosto de 2007). Ele observou que o fosso do elevador estava aberto e que o melhor seria colocar algumas tabuas e cobrir, pois as visitantes poderiam sofrer algum acidente caso fossem olhar e se desequilibrar.

Ele, então, fez os buracos para colocar as tábuas, porém um não encaixou. Em seguida, encaixou novamente e a madeira. Foi nisso, que ele passou e cai no fosso. Ao iniciar a queda, Arno pediu: “Minha Mãe, me ajude!”. Nos mais de 10 metros de queda, o mestre de obras foi quebrando, com o corpo, as madeiras que cobriam o vão de cada andar e, estas, foram caindo com ele até o fundo do fosso.

O pedreiro cai em pé no fundo do fosso, que estava com um metro de água. Arno sai bem do local, só com alguns arranhões e um pequeno corte acima dos lábios. Os médicos que atenderam Arno Klauck no dia 19 de agosto de 2007 confirmaram o fato, ressaltando ser impossível alguém cair de mais de 10 metros dentro de um fosso, quebrando tábuas e elas caindo junto, e não sofrer nenhum ferimento. Depois que saiu de Sinop, morou no Paraguai e em Medianeira. Há seis anos está de volta a Missal.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

jose a silva - 13-10-2019 07:43:54

Isso aí é milagre? Cair de 10 mts de altura, batendo nas madeiras que foram amortecendo a queda e depois caiu na água? Isso não é milagre aqui e nem em lugar algum! Tá fácil virar santo hoje em dias, para fins financeiros dos católicos! Simplesmente pra ter romarias e faturar uma graninha! Os católicos estão aprendendo com os evangélicos!

Responder

1
3


Bolão - 13-10-2019 12:29:26

Parece que jose a silva virou especialista em milagres e canonização! Você está delirando bolsominion! Fé não é algo científico, a pessoa simplesmente acredita ou não acredita, diferente da ciência que possuí sua metodologia e necessita de avaliações para comprovar determinada probabilidade para encontrar o resultado seja ele positivo ou negativo! E pelo jeito, também, você não sabe o que é uma romaria.

Responder

3
0


2 comentários

coluna popular
6° edição “Línguas Pretas”
Desvio na Gaeco
Blairo Maggi e Silval Barbosa
121 instituições foram contempladas
Parte será destinado à creche Irmã Hylda

Últimas Notícias
15.12.2019 - 19:14
15.12.2019 - 18:57
15.12.2019 - 17:54
15.12.2019 - 16:13
15.12.2019 - 14:50




Informe Publicitário