Pastores brigam por igreja em Várzea Grande | MUVUCA POPULAR

Quinta-feira, 27 de Fevereiro de 2020

GERAL Terça-feira, 21 de Janeiro de 2020, 22h:14 | - A | + A




Exclusivo

Pastores brigam por igreja em Várzea Grande

Disputa por templo foi parar na justiça


Muvuca Popular

 

O pastor Darcy da Costa Campos, da Igreja Pentecostal Evangelho de Cristo Ministério Ide, procurou a Justiça para expulsar o igualmente pastor Odair da Mota Santos do templo localizado no Jardim Paula II, em Várzea Grande. A Imobiliária Nossa Senhora da Guia também está arrolada no mesmo processo como ré.

A ação judicial é para anular escritura pública de imóvel e a conseqüente reintegração de posse a bem da Igreja Evangelho de Cristo. O juiz André Maurício Lopes Prioli, da 2ª Vara Civil de Várzea Grande, concordou hoje (21) em bloquear a matrícula no cartório, porém, apesar de concordar com toda a documentação apresentada por Darcy Campos, preferiu designar audiência para ouvir ainda os réus Odair da Mota e a Imobiliária Guia no dia 2 de abril.

Segundo o pastor Darcy Campos, a Igreja Evangelho de Cristo comprou o terreno no dia 07 de outubro de 2008, mas como não havia dinheiro para escrituração deixou esse documento de lado, e edificaram o templo e a casa pastoral, onde morou o pastor Odair da Mota por sete anos. Ocorre que o pastor residente caiu em desgraça na congregação evangélica e foi pedido que deixasse o imóvel. O morador deu de ombros e mandou que procurassem a Justiça.

O pastor inquilino disse mais, que abriria outro ministério no lugar. A afirmação causou surpresa ao responsável pelo Ministério Ide, que procurou o cartório para escriturar o imóvel no dia 20 de outubro do ano passado, e soube que na semana anterior, no dia 15, a escritura já havia sido lavrada por R$6 mil para Odair da Mota Santos. A imobiliária Nossa Senhora da Guia havia emitido uma segunda autorização para lavratura de escritura pública.

EM TEMPO

O pastor Darcy da Costa Campos, presidente do ministério pentecostal, abriu seu primeiro templo em Cuiabá em 2008, e tem se expandido pelo interior. Ainda em 2014 o prefeito de Nova Mutum, Adriano Pivetta (PSL) doou um terreno de 1 mil m2 para igreja.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(8) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Zeca - 22-01-2020 13:00:23

Nesta briga de bolsonaristas ,torço pela BRIGA !!!

Responder

0
1


Odair - 22-01-2020 11:37:47

Ao invés de benção; vira maldição

Responder

1
0


Bruno - 22-01-2020 11:36:30

Deus nao se preoucupa com placas de igreja ele quer que fale da salvação da fé

Responder

2
0


Elzebio - 22-01-2020 11:35:58

Tanta gente para ser salva e essa competição diabólica que só atrasa o reino de Deus No final todos nós prestaremos contas não por números de membros na nossa igreja mas por quanto amor temos pelas almas perdidas...

Responder

1
0


Antonio Vaz Vaz - 22-01-2020 11:35:03

fiéis transformados em gado.

Responder

1
0


Edilson Ribeiro - 22-01-2020 11:34:29

Tem q cobrar , impostos, luz e água desses templos, virou comércio,.. apesar da importancoa de tdas as religiões na vida do ser humano.

Responder

1
0


alex r - 22-01-2020 10:54:41

Belos representantes de DEus... Rapaz o cidadão que segue esta religião tem que arder aqui e no inferno... Pq sabe que são uns picaretas e mesmo assim escutam...

Responder

1
0


Crendeuspai - 22-01-2020 08:03:17

kkkkkkkk O cara ainda quis morar na igreja e abrir outra

Responder

2
0


8 comentários

coluna popular
Parlamentar é acusado por tráfico de drogas
Grupo protesta contra “Parlamentarismo branco”
Prefeito de Cuiabá tem surpresa positiva
Dedicada aos trabalhos sociais
Audiência pública debate regularização fundiária

Últimas Notícias
26.02.2020 - 18:29
26.02.2020 - 18:10
26.02.2020 - 16:26
26.02.2020 - 15:37
26.02.2020 - 14:56




Informe Publicitário