Reunião no DNIT discute infraestrutura em MT e ‘desentrave’ da BR-242 e Rodoanel | MUVUCA POPULAR

Quinta-feira, 27 de Fevereiro de 2020

GERAL Terça-feira, 21 de Janeiro de 2020, 18h:02 | - A | + A




Reunião no DNIT discute infraestrutura em MT e ‘desentrave’ da BR-242 e Rodoanel

Uma das obras que terão prosseguimento este ano, segundo o senador, é o Rodoanel de Cuiabá, considerado fundamental para região metropolitana


redacaomuvuca@gmail.com

A pedido do senador Wellington Fagundes (PL-MT), presidente da Frente Parlamentar de Logística e Infraestrutura (Frenlogi), uma reunião nesta terça-feira, 21, no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes Terrestres (DNIT), em Brasília, definiu importantes avanços na infraestrutura de transportes em Mato Grosso. Entre elas, o início da pavimentação da BR-242, no trecho entre passando por Santiago do Norte a Querência.

Wellington cobrou agilidade por parte dos órgãos envolvidos, principalmente no que diz respeito as licenças para a obra. Estudos de impacto ambiental estão a cargo da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Parte desse licenciamento está a cargo da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema). “Precisamos dessa agilidade. Enfrentar de forma determinada a burocracia porque quem está perdendo é a sociedade como um todo” – disse.

O secretário-adjunto de Obras Rodoviárias da Secretaria de Infraestrutura do, Nilton de Brito, representando o governador Mauro Mendes, confirmou também a disposição do Executivo em pavimentar o trecho rodoviário entre o município de Canarana até a BR-242. “Superada essa questão, estamos muito próximo de viabilizar a grande integração rodoviária do Norte de Mato Grosso e do Araguaia” – disse o senador.

No ano passado, foram concluídas na BR-242 as obras de construção de oito pontes entre os municípios de Nova Ubiratã até Santiago do Norte. Fagundes recebeu a confirmação do diretor-geral do DNIT, general Antônio Leite Santos Filho, e do superintendente do órgão em Mato Grosso, Orlando Fanaia, de que faltam apenas a conclusão do ‘encabeçamento’ de uma das pontes para que ocorra a liberação completa para o trafego de veículos.

Na reunião, Wellington Fagundes voltou a pedir ao diretor-geral do DNIT que também seja dada especial prioridade na manutenção da BR-174. Em novembro, o trecho entre Castanheira e Juruena ficou crítico em função das chuvas. Grandes atoleiros interromperam o tráfego pela rodovia. Santos Filho assegurou que os pontos críticos da rodovia serão restaurados para que situações como ocorridas no ano passado não voltem a acontecer.

Também está assegurado, segundo o diretor-geral do DNIT, a continuidade das obras de duplicação da BR-163, no trecho entre Rondonópolis e Cuiabá. Os trabalhos finalizaram no ano passado em 85%, inclusive com a entrega das obras de ampliação da Unidade Operacional da PRF. O diretor do DNIT confirmou que até abril deverá estar concluído o contorno de Juscimeira a Santa Elvira. Já o contorno de Jaciara deve ter as suas obras concluídas até o final do ano.

Outras duas obras importantes para a infraestrutura de transporte em Mato Grosso que estão entre as prioridades do DNIT, segundo relator o senador do PL, são o contorno de Barra do Garças, que vai retirar do centro da cidade todo o tráfego pesado de carretas e caminhões que utilizam a BR-070, e também a iluminação da travessia urbana de Nova Xavantina. “Vamos nos empenhar ao máximo para que estejam prontas o mais breve possível” – disse o diretor.

RODOANEL DE CUIABÁ – Na reunião, a pedido do senador Wellington Fagundes, DNIT e Governo do Estado também discutiram a importância da retomada das obras do Rodoanel de Cuiabá – também conhecido como Contorno Norte. O projeto prevê a ligação entre o Trevo do Lagarto, em Várzea Grande, até a região do Sinuelo, em Cuiabá, passando pelo distrito de Sucuri. Na reunião, o Governo se comprometeu a dar agilidade nos processos licitatórios da obra.

Segundo Wellington, uma vez concluído, o Rodoanel de Cuiabá será considerado uma das mais importantes obras de infraestrutura urbana, já que permitirá desafogar o trânsito de veículos na Região Metropolitana da capital. “Hoje temos um impacto muito forte sobre Cuiabá e Várzea Grande, causando graves problemas de tráfego e, principalmente, de qualidade de vida para a população” – frisou o senador.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Parlamentar é acusado por tráfico de drogas
Grupo protesta contra “Parlamentarismo branco”
Prefeito de Cuiabá tem surpresa positiva
Dedicada aos trabalhos sociais
Audiência pública debate regularização fundiária

Últimas Notícias
26.02.2020 - 18:29
26.02.2020 - 18:10
26.02.2020 - 16:26
26.02.2020 - 15:37
26.02.2020 - 14:56




Informe Publicitário