Viaturas "lotam" bares em Cuiabá em ação contra aglomerações e proliferação do Coronavírus | MUVUCA POPULAR

Terça-feira, 02 de Junho de 2020

GERAL Sábado, 21 de Março de 2020, 09h:10 | - A | + A




Fiscalização

Viaturas "lotam" bares em Cuiabá em ação contra aglomerações e proliferação do Coronavírus

Choppao.jpeg

Foto: Reprodução.

A Polícia Militar, Polícia Civil, Procon e outras instituições estiveram em bares e restaurantes da capital na noite da última sexta-feira (20), realizando uma ação preventiva e informativa sobre as novas regras que visam diminuir o contágio do novo Coronavírus (COVID-19). Circularam pelas redes sociais fotos de locais como Choppão com diversas viaturas na porta.

A ação visava fiscalizar o cumprimento do decreto firmado pelo governador Mauro Mendes, que estabelece a redução da disposição em bares, restaurantes e similares. A determinação do Governo de Mato Grosso diz que tais estabelecimento deverão ter lotação máxima de 50% de sua capacidade, atendendo ao distanciamento mínimo de 1,5m e as demais normas sanitárias. Agora, trata-se de uma ação preventiva. Porém, a partir de segunda-feira (23.03), a operação será estendida para todo o Estado e segue com mais rigor, quando poderão ocorre sanções, incluindo o fechamento das unidades que descumprirem o decreto.
Apesar deste decreto mais ‘brando’ do governo, no final da tarde da última sexta-feira (20) o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, emitiu outro decreto, este obrigando todos os bares, restaurantes e similares a fecharem as portas a partir da próxima segunda-feira. Eles só poderão operar com sistema delivery. Ficam fora da regra supermercados, farmácias e clínicas médicas.
Fernando Andrade, proprietário do Choppão, esclareceu sobre as imagens que circularam nas redes: “O Procon veio aqui no restaurante Choppão fazer uma fiscalizações, inclusive confirmando o fechamento na segunda-feira. Eu fiz questão de solicitar a eles que eu fosse entrevistado porque eu falei que só aquelas imagens com quatro viaturas e pelo menos 15 policiais dentro do restaurante e parado em frente ia parecer que eu estava cometendo um crime. Então eles vão circular aí pela cidade”, afirmou, em um áudio.

O decreto do prefeito Emanuel Pinheiro também determinou a suspensão do transporte público na cidade. Entre as medidas anunciadas estão o home office para servidores municipais que prestam serviços administrativos para prefeitura, a suspensão de 100% do serviço de transporte coletivo, além do fechamento, de quase todos estabelecimentos comerciais da capital, como shoppings, restaurantes, bares, e academias até o dia 5 de abril, podendo ter o prazo prorrogado. Igrejas também devem ser fechadas.

Segundo o prefeito, só estão permitidos os servidos como os de mercados, clínicas, hospitais públicos e privados, além de postos de combustíveis. As lanchonetes e restaurantes só vão poder oferecer o serviço de delivery.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Projeto viabilizado
Ano letivo prejudicado
Violência doméstica em pauta
Jocelito Eraldo de Souza não resistiu à doença
Movimento "Vidas Negras Importam"

Últimas Notícias
02.06.2020 - 10:00
02.06.2020 - 09:15
02.06.2020 - 08:46
02.06.2020 - 08:24
02.06.2020 - 08:20




Informe Publicitário