Governo tem pedido atendido e recolhimento do ICMS é prorrogado | MUVUCA POPULAR

Sexta-feira, 05 de Junho de 2020

GOVERNO Sexta-feira, 03 de Abril de 2020, 22h:18 | - A | + A




150 mil empresas

Governo tem pedido atendido e recolhimento do ICMS é prorrogado

Pedido junto ao Comitê Gestor do Simples Nacional teve o intuito de auxiliar os pequenos empreendedores a manter suas atividades e os empregos dos funcionários


redacaomuvuca@gmail.com

Reprodução

Reprodução

Comitê Gestor do Simples Nacional, vinculado à Receita Federal, atendeu nesta sexta-feira (03.04) ao pedido do Governo de Mato Grosso para prorrogação do pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para empresas inseridas no Simples Nacional.

Com a decisão, o recolhimento do ICMS para micro e pequenas empresas fica postergado para 90 dias, ou seja, os pagamentos que venceriam em março, abril e maio ficam prorrogados para julho, agosto e setembro.

Já para os microempreendedores individuais (MEI), o recolhimento do imposto será feito em 180 dias.

De acordo com o governador Mauro Mendes, o pedido teve o intuito de auxiliar os pequenos empreendedores a manter suas atividades e os empregos dos funcionários durante este período difícil ocasionado pelo coronavírus.

Inicialmente, o Governo pediu que os prazos fossem prorrogados por 180 dias para todas as empresas inscritas no Simples Nacional [micro e pequenas empresas e MEI], no entanto, para promover uma padronização nacional, o Comitê Gestor definiu pelas medidas de prorrogação de 90 e 180 dias, conforme o porte da empresa.

O secretário de Fazenda, Rogério Gallo, afirmou que a definição atende ao apelo do Governo, uma vez que irá amenizar o período de dificuldade financeira que as empresas devem passar, por conta da queda drástica de faturamento, causada pelas medidas de isolamento de combate à Covid-19.

“Mato Grosso tem 150 mil empresas inseridas no sistema do Simples Nacional e que serão beneficiadas com essa prorrogação. O objetivo é que as empresas menos resistentes à paralisação total das atividades não sucumbam à crise, tendo um prazo razoável para avaliar os impactos financeiros e uma eventual tomada de medidas de recuperação”, pontuou Gallo.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Fiscalização continua
Assintomático e isolado em casa
Ninguém quer assumir
Números não param de subir
Presidente do PV é cotado à prefeitura de Cuiabá

Últimas Notícias
05.06.2020 - 20:06
05.06.2020 - 19:43
05.06.2020 - 19:40
05.06.2020 - 19:34
05.06.2020 - 19:32




Informe Publicitário