Mendes apresenta carta e enfatiza não ter dinheiro para dar aumento aos professores  | MUVUCA POPULAR

Sábado, 19 de Setembro de 2020

GOVERNO Terça-feira, 25 de Junho de 2019, 08h:36 | - A | + A




Greve continua

Mendes apresenta carta e enfatiza não ter dinheiro para dar aumento aos professores

Professores estão com as atividades paralisadas desde 27 de maio


redacaomuvuca@gmail.com

O governador Mauro Mendes (DEM) apresentou uma carta aberta aos profissionais da Educação de Mato Grosso nesta manhã (25) para enfatizar que o Estado não ter recursos para conceber o aumento que a categoria exige.

Os professores estão com as atividades paralisadas desde 27 de maio, e conforme a categoria até o momento o chefe do Executivo não apresentou propostas plausíveis para por fim a greve, que já dura seis semanas.

A principal reivindicação dos trabalhadores é que o Estado conceda 7,6% de aumento aos professores e o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA). Porém, o governador tem se mantido irredutível.

Confira abaixo carta aberta do governador aos profissionais da Educação:

O Governo do Estado de Mato Grosso reconhece a importância e o valor que os profissionais da educação têm na formação de cidadãos e para a construção de uma sociedade mais justa. Por reconhecer esse papel, que é fundamental para a sociedade, que três grandes pleitos já foram atendidos pelo governo:

1. Concessão do pagamento de 1/3 de férias proporcional para os professores contratados, o que nunca foi feito em Mato Grosso, atendendo uma reivindicação antiga da categoria; além da concessão de licença-prêmio e licença para qualificação profissional;

2. O chamamento do cadastro reserva dos profissionais da educação do último concurso público. Essa medida será implementada no mês de julho, conforme acordo com o Ministério Público Estadual;

3. Cronograma de obras para a reforma das unidades escolares: reconhecendo a situação crítica de quase 400 unidades, o Estado já apresentou um planejamento para a reforma dessas escolas, dentro do orçamento da Secretaria de Educação.

Entretanto, não será possível, neste momento, atender a duas demandas da categoria: conceder 7,6% de aumento aos professores e o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA). Primeiro, por absoluta impossibilidade legal. A concessão infringe a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF Federal) nº 101/2000, pois o Estado ultrapassou o limite de 49% da receita, com pagamento da folha salarial. Estamos estourados em 58%.

E, segundo, pela situação financeira do Estado, que ainda está efetuando o pagamento do salário dos servidores públicos de forma escalonada e a enorme dívida com os fornecedores e prestadores de serviço de todo o Estado, inclusive da Educação.

Contudo, você professor precisa ter o conhecimento de que como as leis do RGA e da concessão do aumento não foram revogadas, assim que o Estado ficar abaixo de 49% com o gasto com pessoal, será possível implementar tanto o ganho real, como a reposição da inflação a todos os servidores, conforme determina a legislação específica.

Queremos que todos saibam que o Governo está empenhado em aumentar a arrecadação e controlar o crescimento da máquina pública, para que no mais breve espaço de tempo possível, possamos retornar aos limites prudenciais da Lei de Responsabilidade Fiscal e, assim, seja permitido ter o aumento previsto em lei.

O Governo se mantém aberto para continuar o diálogo, por uma educação pública de qualidade, com melhoria no ensino e aprendizagem dos estudantes e na busca por oferecer uma infraestrutura digna, tanto para o aluno, como para os profissionais da educação.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(12) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Marciara - 25-06-2019 13:01:12

Não querem que os filhos fiquem sem aula? Nos ajude, pois é fácil falar quando não é você que está tento seus direitos desrespeitados, em vez de criticar por que vocês não cobram junto com a gente do governo o cumprimento da lei??

Responder

5
2


Tiane - 25-06-2019 12:58:58

Firmes e fortes na luta companheiros. Em defesa de nossos direitos. EDUCADORES EM GREVE, SIM

Responder

5
3


Gelson - 25-06-2019 12:58:04

E nossos filhos como ficam, não tá CONSEGUINDO GOVERNADOR, PEDE DEMISSÃO

Responder

5
2


bandão - 25-06-2019 12:56:25

Abaixo esse governo!

Responder

4
2


Elton - 25-06-2019 12:55:16

Indignada ,muito indignada com essa imoralidade em MT

Responder

1
1


Paulo - 25-06-2019 12:53:59

O que aconteceu com o povo que diziam que investir na educação é investir no futuro do país??

Responder

4
2


Sininho MT - 25-06-2019 12:50:25

Diminui o salário dos parlamentares que já ajuda

Responder

7
0


Viviane - 25-06-2019 12:49:26

Uma coisa que sempre notei quando se fala em aumento para professores causa rombo nunca tem dinheiro, mas quando é aumento no salário dos políticos tem dinheiro, começa cortando seus gastos que tera bastante dinheiro

Responder

7
0


Fabiano - 25-06-2019 12:47:31

Faz arminha com a mão que resolve o problema. Quem mandou votar nele?

Responder

1
2


Lisa - 25-06-2019 12:46:47

A VI teve aumento, né?

Responder

2
0


Vitor - 25-06-2019 10:12:02

continua mentindo pra vcs

Responder

7
0


Cida - 25-06-2019 10:08:39

O grande mentiroso o Filme

Responder

8
0


12 comentários

coluna popular
Parlamentares buscam estratégias
Deputado quer apoiar coronel Fernanda
Expulsou profissionais da TV Centro América
Blairo, Eraí e Mendes tentam eleger senador
Parte do partido quer apoiá-lo ao Senado

Últimas Notícias
19.09.2020 - 14:10
19.09.2020 - 11:54
19.09.2020 - 11:50
19.09.2020 - 11:47
19.09.2020 - 11:38


Muvuca (PL)

Adevair Cabral (PTB)

Chico 2000 (PL)

Misael Galvão (PTB)

Ricardo Lobo (PL)

Aladir (PL)

Sargento Joelson (SD)

Juca do Guaraná (MDB)

Luluca Ribeiro (MDB)

Macrean

Ralf Leite (MDB)

Renivaldo Nascimento

Toninho de Souza

Edna Sampaio (PT)

Robson Cireia (PT)

Ricardo Saad

Oseas Machado (MDB)

Rogério Varanda

Alex Ribeiro (PP)

Maurélio (PSDB)

Dudu Santos

Marcelo Bussiki

Vinícyus Clovito

Diego Guimarães

Mário Nadaf

Marcos Veloso

Gisele Almeida

Orival do Farmácia

Wilson Kero-Kero

Dr. Xavier

Justino Malheiros

Zidiel Coutinho

Sargento Vidal

Dídimo Vovô

Clebinho Borges

Júlio da Power

Jamilson Moura

Emídio de Souza (PSL)

Adalberto Cavalcanti

Ricardinho

Kako do CPA

Dilemário Alencar

Max Campos (PSB)

Cezinha Nascimento

Edienes Hadassa

Dr Luiz Fernando

PF Rafael Ranalli

Gabriel Henrique

Itamar Jefferson (PL)

Cristiano Paraqueda

Sebastião Moraes

Daniel

Justino Campos

Rafael "Faré"

Darley Gonçalves

Osmar Rodrigues "Chefinho"

Elenir Pereira

Prof.instrutor Joaquim Neto

Diogo Fernandes

Ade Silva

Sargento Ozeni

Dito Paulo

Paulo Macedo

Luiz BA

Professor Frankes

Paulo da VGDI

Valdemir MM

Weto Salgado

Dr. Daúde

Bob Medina

Wagner Vinícius

Luis Carlos

Carlos Henrique do Correio

Adv Cris

Elenir Pereira

Zé Carlos

Luis Cláudio

Huelton Souza

Rosenil Luiz (Canelinha de pacu) (PL)

Sargento Ozeni

Luiz Poção (PL)

Edilson Odilon (PL)

Paulinho CPA

Germânio Araújo

Chico do Leblon

Delegado Garcia

Renato Anselmo

Cleber Adôrno

Doidinhoducorte

Neno do Pascoal Ramos

Prof. Jorginho



Informe Publicitário