"Todos vão receber um valor que o caixa permitir", diz Mendes sobre próximo pagamento | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 25 de Março de 2019

GOVERNO Terça-feira, 08 de Janeiro de 2019, 18h:38 | - A | + A




Servidores Públicos

"Todos vão receber um valor que o caixa permitir", diz Mendes sobre próximo pagamento

O governador Mauro Mendes (DEM) garantiu, durante reunião com o Fórum Sindical, que os servidores devem receber a mesma quantia no próximo mês

Por: Vitória Tumelero

O governador Mauro Mendes (DEM) anunciou, após reunião com o Fórum dos Servidores, que irá mudar a forma de parcelamento dos salários atrasados dos servidores. A partir de fevereiro, os mais de 100 mil funcionários públicos do Estado devem receber a mesma quantia, independente do salário total, desta forma, com a entrada de recursos no caixa, o Governo completará as quantias dos salários mais altos.

“Todos os mais 100 mil servidores vão receber um valor que o caixa permitir, R$ 5 mil, R$ 6 mil pra todo mundo. Não interessa quanto a pessoa ganha, vamos pagar, se for possível, R$ 5 mil, R$ 6 mil, R$ 7 mil. O que a arrecadação nos permitir pagaremos a 100% dos servidores e, à medida que for tendo a disponibilidade financeira, a gente vai complementando os valores para aqueles servidores que têm faixa salarial maior”, afirmou o governador.

De acordo com Mendes, essa ideia é antiga e já havia sido requisita para este mês, porém, o sistema técnico alegou que não era possível, devido à ordem que já estava aplicada.

Décimo Terceiro

Entretanto, ao ser questionado sobre o pagamento do décimo terceiro salário de 2018, o governador não apresentou soluções, apenas manifestou aos servidores que o Estado não possui condições financeiras para um adiantamento ou pagamento integral no momento.

Diante a situação, o Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde do Estado (Sisma/MT) informou que a classe trabalhista deve reagir coletivamente a situação que está enfrentando, pois não há perspectiva plausível no parcelamento do décimo.

Com uma possível greve ou atraso de trabalho, Mendes ressaltou aos funcionários públicos que eles são os responsáveis pela recuperação das contas do Estado. "Respeito a importância que os mais de 70 mil trabalhadores têm na missão de recuperar as contas, por isso, adianto que também estamos estreitando a para negociação do duodécimo com os Poderes, e, principalmente, no combate à sonegação fiscal”, concluiu.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(4) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Maria - 09-01-2019 08:21:17

Porque não cobra essa dívida do pedro taques e sua equipe? Vai cobrar só servidor público? Não vai cobrar nada do Gallo que ajudou a fincar esse rombo?

Responder

17
1


jose a silva - 09-01-2019 01:52:20

Vou prestar meu serviço a esse governo mequetrefe na forma que receber: recebi parcelado? Parcelo meu serviço! Vou ao local e fico enrolando. O que faria em 5 minutos, vou gastar 50.

Responder

15
5


Carlos Nunes - 08-01-2019 22:43:43

Traduzindo em miúdos pra gente entender, senão a gente não entende bulhufas: é bom os servidores públicos não fazerem nenhum compromisso, pois o negócio vai apertar...o dinheiro sumiu, o cofre do Estado tá vazio. É que alguém afundou, arregaçou com a Economia, e essa faltança de dinheiro é o reflexo disso. A marolinha do cara mais honesto do país virou foi um tremendo tsunami. Tio Lula e tia Dilma afundaram o país...ou não afundaram? Os 14 milhões de trabalhadores desempregados, os rombos dentro dos rombos, não apareceram da noite pro dia, ou apareceram? Tio Taques, assim que assumiu em 2015, devia ter feito reformas e não fez...aí, o negócio piorou a beça...deixou um rombo de 2 BILHÕES.

Responder

7
11


alexandre - 08-01-2019 19:35:41

o gasto com duodécimo dos poderes cresceu 144% , passando de R$ 938,8 milhões para R$ 2,3 bilhões. A despesa com duodécimo da Assembléia Legislativa cresceu 135% , passando de R$ 215,4 milhões em 2009 para R$ 506,8 milhões em 2018. A despesa com duodécimo do Tribunal de Contas cresceu 188% , mais que o dobro da inflação do período, passando de R$ 124,1 milhões para R$ 357,7 milhões. A despesa com duodécimo do Tribunal de Justiça cresceu 132% , passando de R$ 437,9 milhões para 1,01 bilhão. Já a despesa com duodécimo do Ministério Público cresceu 154% no período, passando de R$ 161,3 milhões para R$ 410,5 milhões.

Responder

20
0


4 comentários

coluna popular
Vídeo portando arma não era com vereador Abílio
'Grampolândia Pantaneira'
Após rumores de que poderia ir para outro partido
O processo da deputada foi enviado ao MPF
Cancelamento do festival 300 anos

Últimas Notícias
24.03.2019 - 18:12
24.03.2019 - 17:34
24.03.2019 - 17:23
24.03.2019 - 16:33


Emanuel Pinheiro

Valtenir Pereira

Procurador Mauro

Gisela Simona

Lúdio Cabral

Janaina Riva

Juiz Julier

Mauro Carvalho

Fábio Garcia

Ulysses Moraes

Pedro Taques

Victório Galli

Nenhum deles



Informe Publicitário