Igreja Batista Getsemâni

PSDB diz que Selma Arruda está inelegível

Secretário geral do PSDB/MT acredita que a aposentadoria da magistrada estaria irregular

Helena Corezomaé
Redação

O Secretário Geral do PSDB /MT, Ussiel Tavares, disse que a candidata ao Senado da sua coligação, Selma Arruda (PSL), estaria inelegível.

“Existe uma discussão se Selma estaria ou não respondendo um Processo Administrativo – no âmbito da Corregedoria e do Conselho Nacional da Justiça -, o que impossibilitaria a aposentadoria dela. Quer dizer, em tese, haveria uma irregularidade em estar candidata”, declarou Tavares em entrevista ao Jornal do Meio Dia, na TV Vila Real.

A declaração de Ussiel foi dada em resposta a entrevista coletiva feita pela juíza aposentada, na última sexta-feira (31). No evento Selma informou que faria uma campanha independente da coligação.

Conforme Ussiel a saída de Selma e toda a situação não foi criada pela legenda, pois a juíza foi chamada e recebida com entusiasmo pelo que ela representava na época, mas desde o começo mostrou que não estava unida a coligação.  

“Desde o início mostrou que não era confiável, pois no primeiro passo que ela deu na campanha, ela declarou pelas suas redes sociais que já faria uma campanha independente, quando pediu que o eleitor votasse nela, mas que estaria desobrigado a votar tanto no governador como no outro candidato ao Senado, Nilson Leitão”, afirmou.

O secretário também declarou que como Selma decidiu romper com a coligação, agora terá que arcar com as consequências, pois não poderá mais contar com o tempo de rádio e TV dos partidos coligados ao PSDB.

Tavares também garantiu que a partir do momento que ela não faz mais parte da coligação, será feito de tudo para que ela não seja eleita. ‘Obviamente, entendendo que esta é uma prerrogativa do eleitor, mas do que depender do partido Selma não será senadora’, finalizou.


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://www.muvucapopular.com.br