Igreja Batista Getsemâni

Wellington Fagundes exige medidas de Moro contra nova greve dos caminhoneiros

Senador cobrou o Ministro da Justiça para impedir possível paralisação

Redação

WhatsApp Image 2019-03-27 at 18.09.33.jpeg

 

O senador Wellington Fagundes (PR), cobrou do ministro Sérgio Moro, da Justiça, medidas que possam evitar a deflagração de uma nova greve de caminhoneiros. Durante audiência pública na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), o parlamentar alegou que uma paralisação “representaria o caos para o Brasil”.

Em resposta, Moro tranquilizou o Parlamento e garantiu que o Governo “está acompanhando com extrema atenção os desdobramentos” do movimento. Porém, ao ser questionado sobre as medidas, o ministro evitou dar detalhes de como o Ministério da Justiça está agindo perante as ameaças nas redes sociais.

De acordo com o Fagundes, os efeitos de uma possível greve dos caminhoneiros foram discutidos durante reunião da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Municípios e a preocupação de todos é muito grande, devido às graves consequências.

Os comunicados sobre uma possível manifestação e paralisação dos caminhoneiros vem sendo repassada pelo WhatsApp nos últimos dias, pois os líderes do movimento alegam que as medidas tomadas em resposta à greve ocorrida no ano passado não foram suficientes.

Além disso, os motoristas afirmam que o congelamento no preço do diesel por períodos de 15 dias e o ‘Cartão Caminhoneiro’, anunciado pela Petrobrás, também não foram eficientes e devem provocar outra greve da categoria.

Conforme Wallace Costa Landim, um dos líderes dos caminhoneiros, existem de 15 a 20 grupos se articulando, e que fogem ao controle das lideranças sindicais com as quais o Governo tem conversado. Os caminhoneiros pedem que o preço do diesel fique congelado por pelo menos 30 dias e seja reduzido.


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://www.muvucapopular.com.br