Igreja Batista Getsemâni

Servidores da educação estadual e federal param atividades nesta quarta-feira (15)

Redação Muvuca Popular
redacaomuvucapopular@gmail.com

Os servidores da educação da esfera estadual e federal decidiram paralisar suas atividades nesta quarta-feira (15). Além disso, protestos contra os cortes do governo serão realizados. As manifestações em Cuiabá fazem parte de uma mobilização nacional em defesa da educação pública.

Conforme o presidente do Sindicato Dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT), Valdeir Pereira, os profissionais estão se mobilizando para garantir o cumprimento do percentual da Lei 510/2013, que não foi cumprido pelo governo do estado.

Na última segunda (13), uma reunião foi conduzida pela secretária de Estado de Educação, Mariaoneide Kliemaschewsk e o secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Basílio Bezerra Guimarães, onde não foram apresentadas propostas que atendessem à solicitação dos educadores.

Dessa maneira, o Sindicato Dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) deve aprovar uma greve geral do ensino básico no dia 20 desse mês. Em entrevista exclusiva ao MuvucaP, o presidente do Sintep/MT, Valdeir Pereira, afirmou que o governo não apresentou respostas a pauta de reivindicações.

“O governo não apresentou nenhuma resposta a pauta de reivindicação, foi prometido que seria encaminhado o documento, mas em tese há uma negativa para não atender o que nós estamos solicitando nesse momento”, Valdeir.

Reivindicações do Sintep/MT

Segundo Valdeir, hoje, as principais exigências que foram solicitadas ao Governo, são melhorias nas infraestruturas das escolas, e que as instituições no campo tenham suas necessidades melhor atendidas.  

“Os indígenas e quilombolas estão sofrendo com as estruturas das escolas, que estão extremamente deterioradas, em alguns lugares nem existem. Nossa reivindicação foi protocolada em fevereiro, e veio uma resposta muito evasiva. Nosso desejo é que o Governo olhe para as escolas do campo e atenda suas necessidades.  Isso é uma relação institucional entre SEDUC e SINTEP para estarmos frequentemente discutindo os problemas que existem na educação”, declarou.

Servidores Federais

Além dos servidores do Estado, o Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) e a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), também irão paralisar suas atividades nesta quarta-feira (15). A motivação seria os cortes de gastos divulgados pelo Governo Federal no dia 5 de maio.


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://www.muvucapopular.com.br