Igreja Batista Getsemâni

Mendes diz que não tem dinheiro e passou da hora de todos entenderem

Exigência parte dos parlamentares que querem enviar emendas aos municípios

Larissa Malheiros
redacaomuvuca@gmail.com

O governador Mauro Mendes voltou a criticar as exigências de alguns parlamentares quanto ao direcionamento de emendas parlamentares aos municípios. Ele disse que não tem dinheiro e já passou da hora de todos entenderem. A declaração do gestor aconteceu durante encontro com prefeitos na Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), nesta quinta-feira (17).

Segundo Mendes, para direcionar este recurso terá que mexer no bolso do cidadão. “Se tiver o dinheiro, ok, eu pago. Mas não tem dinheiro, certo? Se eu chegar ao cidadão e disser: ‘olha, para pagar as emendas aos municípios, você cidadão vai pagar essa conta, eu vou aumentar os impostos’. O cidadão quer? Se eu falar que vou arrumar mais R$ 150 milhões, eu tenho que aumentar de 15% a 20% de ICMS da energia elétrica para arrumar esse dinheiro, o cidadão topa? Com certeza não”, disparou.

Ele também destacou que a produção das riquezas no país é feita pelo cidadão, e não pelo Estado. Ainda pontuou que caso decidam emitir recurso aos municípios sem ter dinheiro terão que construir uma nova despesa. “Então meus amigos, nós precisamos entender essa realidade definitivamente, o Estado Brasileiro não produz riqueza, quem produz riqueza é o cidadão, vou repetir isso muitas vezes para ver se as pessoas entendem isso. Despesa nova, vai ter que pegar no bolso do Não existe dinheiro do Estado , existe dinheiro do cidadão, dinheiro das empresas, que o Estado pega para fazer gestão”.

Mendes decidiu vetar as emendas que poderão ter impacto para o estouro da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).          


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://www.muvucapopular.com.br