Igreja Batista Getsemâni

Ximbinha é acusado de agredir cantora de sua banda; músico nega

MSN BRASIL

O músico Ximbinha, conhecido por ter integrado a dupla Calypso ao lado de sua ex-esposa, Joelma, foi acusado de ter agredido a cantora Carla Maués, que saiu de sua atual banda, Cabaré do Brega, na última semana.

 
 
O guitarrista Ximbinha. © Instagram / @cabaredobrega_oficial O guitarrista Ximbinha.

O músico Ximbinha, conhecido por ter integrado a dupla Calypso ao lado de sua ex-esposa, Joelma, foi acusado de ter agredido a cantora Carla Maués, que saiu de sua atual banda, Cabaré do Brega, na última semana.

'Ligue 180' recebe denúncias sobre assédio e violência contra a mulher

A denúncia foi feita por Wladimir Costa, cantor paraense da Banda Wlad e ex-deputado federal, em vídeo publicado em seu Facebook na noite de terça-feira, 14. Wlad Costa, como é conhecido, ganhou notoriedade nacional após ostentar uma tatuagem com o nome de Michel Temer, então presidente, em 2017.

Segundo Wlad, Ximbinha teria agredido Carla Maués dentro de seu estúdio, diante da presença de outros músicos e da filha da cantora, de 6 anos de idade. Ele também a teria chamado de "prostituta" e "vagabunda".

"Artistas, produtores, compositores, vocês precisam banir o cantor Ximbinha. Ele é agressor de mulher. Quero te falar, Ximbinha, que tu andas ameaçando a Carla. Tu pensas que ela é o que? Uma cadela sem dono? Ela tem uma família, tem marido e tem amigos. Vários amigos advogados já estão se manifestando e ela vai entrar com medida protetiva contra a sua pessoa. Vai te levar à Justiça do Trabalho, entrar com ação criminal e na Justiça", afirmou Wlad.

Deputado fez homenagem ao presidente Temer em seu braço

Em outro momento, prosseguiu: "Ela era tua funcionária. Além dos direitos trabalhistas tem uma coisa chamada assédio moral. Não é porque é patrão que tem direito de humilhar, berrar, pisar e agredir".

Por meio de sua assessoria de imprensa, Ximbinha se posicionou por meio de uma nota repleta de ataques a Wlad Costa.

"Informamos que o Projeto Cabaré do Brega tomará todas as medidas judiciais cabíveis e processará o 'contador de histórias infundadas' e agressor de professor Wladimir Costa pelas acusações infundadas feitas ao grupo Cabaré do Brega", diz a nota.

Sobre a possibilidade de processo, Wlad Costa escreveu em seu Facebook: "ser processado por defender uma mulher, mãe, negra, artista renomada, esposa, filha, que foi barbaramente agredida, inclusive na frenta da filha de seis anos, por esse elemento, para mim é motivo de orgulho".

No dia 10 de janeiro, Carla Maués publicou uma nota falando sobre sua saída do projeto Cabaré do Brega.

"Em respeito aos meus fãs e às pessoas que curtem e acompanham o meu trabalho, venho por meio desta informar que eu, Carla Maués, não faço mais parte do elenco de artistas do projeto 'Cabaré do Brega'", informa.

Na sequência, concluiu: "Sigo em carreira solo, fazendo o que mais amo fazer: cantar pra vocês! Beijo no coração de todos, nos veremos em breve".

O E+ tentou entrar em contato com a cantora, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

Em cerca de dois anos, entre 2015 e 2017, quatro cantoras deixaram a banda comandada por Ximbinha à época, a X-Calypso.

O músico também já foi acusado de agressão por sua ex-esposa, Joelma. Em entrevista à Marie Claire em 2018, relembrou a primeira vez que o fato teria ocorrido: "Ele me bateu no rosto e fiquei com o olho inchado. Não sei dizer nem por quê aquilo aconteceu".

Anos depois, Ximbinha acusou a ex de queimar seus sapatos e sumir com seus instrumentos.

Confira abaixo o vídeo postado por Wlad Costa sobre as supostas agressões a Carla Maués.


Leia também a íntegra do comunicado divulgado por Ximbinha:

"Em relação ao vídeo veiculado pelo vocalista aposentado da falida Banda Wlad nas redes sociais, informamos que o Projeto Cabaré do Brega tomará todas as medidas judiciais cabíveis e processará o “contador de histórias infundadas” e agressor de professor (como demonstra vídeo) Wladimir Costa pelas acusações infundadas feitas ao grupo Cabaré do Brega. Ele será processado por calúnia, difamação, injúria, constrangimento, dano moral, prejuízo comercial e ameaça. Todos os procedimentos neste sentido estão já estão sendo instaurados.

Aproveitamos a oportunidade para divulgar a nova cantora do Cabaré do Brega. Será a amapaense Jessica Rodrigues, de 28 anos, que irá agregar a sua voz e o seu talento a este projeto de sucesso. A estreia de Jéssica será no próximo sábado, dia 18, em um show no Maranhão e na segunda, 20, ela sobe ao palco no Pará.


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://www.muvucapopular.com.br