Igreja Batista Getsemâni

Licio Antonio

O engendramento político, após a vacância do cargo de senador, com a cassação do mandato de Selma Arruda (Pode-MT), acusada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por prática de caixa dois e abuso de poder econômico, na disputa eleitoral de 2018. Sua cassação, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a tornou, inelegível por oito anos.

Passado esse momento de turbulência, com a vacância do cargo da senatoria, muitos nomes foram surgindo de forma exacerbada, cada qual, visando atender suas necessidades políticas: alguns, movidos pela vaidade pessoal, outros, estão a serviço do agronegócio e por ai vai.

Apenas um emergente pré-candidato ao senado, vem sobressaindo; principalmente, por sua trajetória e história de vida, pautada na humildade, oriundo da periferia, é proativo e vem quebrando barreiras (econômicas, políticas, sociais).

Estas dificuldades por ele enfrentadas, o tornou um dos parlamentares mais atuante, apesar do pouco tempo de mandato. Na condição de deputado estadual, seu modo de agir e legislar de forma contumaz, além de ferrenho defensor dos menos favorecidos pela sorte, os expropriados do capital (pessoas pobres e humildes). Esta forma de legislar, o transformou, em um dos nomes fortes ao cargo em vacância de Senador.

Reporto-me ao deputado estadual Elizeu Nascimento (DC), que desde a vacância do cargo. Momento em que, seu nome foi ventilado como um dos postulantes ao mesmo; desde então, vem conquistando uma legião de apoiadores e admiradores, em função, do modo de legislar, voltado a atender as reivindicações e demandas sociais, solicitadas pelas pessoas mais humildes.

A chamada do artigo em questão deu-se, em função de uma postagem feita no facebook, pela assessoria do deputado estadual Elizeu Nascimento (DC), na qual, ele pergunta “Como você vai?” postando uma foto da Selma Arruda (Pode-MT) cima de uma Ferrari, simbolizando Piveta, ao lado, uma foto do Elizeu Nascimento (DC), acima de um Fusquinha, representando o próprio Elizeu Nascimento (DC), esta postagem, rendeu milhares visualizações.

A origem dessa postagem aconteceu, em função de uma das muitas entrevistas que a Selma Arruda (Pode-MT) deu nos programas televisivos, em um deles, ela foi clara ao dizer “O Piveta é uma Ferrari, com motor de fusca”.

Partindo dessa premissa e colocação feita por ela, a assessoria do deputado Elizeu Nascimento (DC), resolveu postar aquela imagem no facebook, como forma, de provocação salutar e coerente.

Quando, Selma Arruda (Pode-MT), profere aquelas palavras, fica parecendo desdém como o Fusca, ou eficiência de uma Ferrari, com motor de fusquinha.

O Fusca foi inventado por Ferdinand Porsche, com o nome real “Volkswagen” que significa carro do povo teve um primeiro motor fraco de 2 cilindros e depois uma versão melhor com quatro cilindros, lançado em 1935 e custava 990 marcos, valor justo em que todas as classes sociais, poderiam ter acesso ao mesmo.

Pegando esse gancho na visão político, na qual a Selma Arruda (Pode-MT), faz relação Ferrari x Fusquinha. Obviamente a Ferrari, representa nesse contexto, as classes sociais dominantes, as oligarquias e seguimentos do agronegócio, que perpetuam no poder há décadas.

O Fusquinha, criado com o objetivo de atender as classes sociais menos abastada, nesse contexto, simboliza a figura de um emergente, oriundo da periferia, Elizeu Nascimento (DC), que reivindica recursos, em prol do povo cuiabano e mato-grossense, trazendo como bandeira de luta, atuação ferrenha nos quatro pilares, Saúde, Segurança, Emprego e Educação, com ênfase, ao Núcleo de Policia Militar do Estado de Mato Grosso, da qual é oriundo.

Professor Licio Antonio Malheiros é geógrafo


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://www.muvucapopular.com.br