Igreja Batista Getsemâni

Após pressão do Sindimed, Prefeitura faz reunião

Médicos de VG ameaçam entrar em greve

Redação Muvuca Popular
redacaomuvuca@gmail.com

Pronto Socorro VG.jpg

 Foto: Reprodução

Após denúncia de médicos sobre atrasos de pagamentos com a ameaça de um indicativo de greve, a Prefeitura de Várzea Grande garantiu que irá se reunir para avaliar as demandas da classe.

Médicos que atuam em Várzea Grande contestam os plantões-extras não pagos, adicional de insalubridade atrasado, horas-extras, entre outras queixas que desrespeitam a insalubridade do trabalho em um cenário de pandemia.

Segundo o diretor de comunicação do Sindimed, Adeildo Lucena, caso a prefeitura não apresente uma solução, o indicativo de greve se aproxima.  

Outro Lado

A Secretaria Municipal de Várzea Grande emitiu uma nota sobre o caso. Confira:

 

O Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus (COVID 19) e as Secretarias Municipais de Saúde, Comunicação Social, Governo, Administração e Procuradoria Municipal, em relação ao pedido de informações deste conceituado órgão de imprensa, esclarece:

• Não procede a informação de pendências salariais de qualquer espécie devida a profissionais da área de saúde municipal em Várzea Grande, sejam elas, referentes a VI – Verba Indenizatórias; Plantões Extras e Insalubridades;

• Os salários em Várzea Grande são pagos rigorosamente no mês trabalhado para todos os servidores públicos municipais;

• A verba de caráter indenizatória, portanto, recebida integralmente, sem descontos legais, não pode, por força de lei, ser incorporada ao salário base de qualquer servidor público;

• Em nenhum momento, o Sindicato da categoria procurou ou abriu qualquer tipo de negociação com a Comissão Permanente de Negociação Salarial;

Os órgão municipais informam ainda que, os Poderes Públicos, Federal, Estadual e Municipais, estão por força de lei proibidos de conceder até dezembro de 2021, aumentos salariais de qualquer natureza, sob pena de perderem o acesso a recursos federais destinados ao enfrentamento da pandemia da COVID 19 e suas consequências, bem como, a assistência aos pacientes acometidos pela doença.

Informam ainda, que por estar, no segundo semestre de 2020, e em ano eleitoral, também está a Prefeitura de Várzea Grande, impedida da concessão de aumentos salariais de qualquer natureza


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://www.muvucapopular.com.br