Igreja Batista Getsemâni

Deputado pede hospital de campanha em aldeias

População está vulnerável à Covid

Redação Muvuca Popular
redacaomuvuca@gmail.com

Foto: Reprodução.

O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) cobrou, nesta terça-feira (30), estruturas como hospital de campanha e médicos para as aldeias indígenas no território de Mato Grosso. O parlamentar, que também é médico sanitarista, afirma que a imunidade desses povos os colocam como mais vulneráveis em frente à pandemia de coronavírus (Covid-19).

“A imunidade própria dos povos indígenas os colocam com muito vulneráveis. É preciso pensar na instalação de unidades intermediárias nos territórios indígenas, nas aldeias mais populosas, com oxigênio-terapia, com médicos, em uma tenda, que funcione como um hospital de campanha, com acesso à recursos que os permitam manejar os casos”, afirma.

De acordo com Lúdio, é possível fazer o rastreamento sorológico em comunidades pequenas, evitando o contágio em massa. “Na população pequena é possível fazer o rastreamento com testes, para identificar e o suspeito ser isolado”, afirmou.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), existem 15.328 casos confirmados de coronavírus no estado. Mais de 100 indígenas do povo Xavante já contraíram a doença e pelo menos 9 faleceram. Os Xavantes ocupam 18 dos 33 leitos da Unidade de Pronta Atendimento (UPA) de Barra do Garças e a metade dos 8 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Municipal.

Na semana passada, os prefeitos da região se reuniram com deputados da bancada federal de Mato Grosso em uma videoconferência e pediram ajuda para a construção de um hospital para atender o povo Xavante.

Os xavantes são o 4º maior povo indígena do país. Cerca de 23 mil pessoas vivem na região leste de Mato Grosso.


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://www.muvucapopular.com.br