Igreja Batista Getsemâni

Vereador é vítima de ataque homofóbico no Facebook

EstadãoMT

O vereador Mauricio Gomes (PSB), do município de Sorriso (396,1 km de Cuiabá), tem sofrido uma série de ataques homofóbicos em seu perfil no Facebook. Ele registrou um boletim de ocorrência contra dois usuários que o acusaram de usar seu salário de legislador municipal para “bancar bofes” e o atacaram chamando-o de “viado troxa (sic) e viado irritante (sic)”.

Um deles  escreveu: “O viado irritante kkk não faz nada só fala ganha mais de 10 mil só pra bancar os bofe dele. Troxa”.

Reprodução Facebook

xingamento

 

Maurício usou suas redes sociais para explicar o que estava acontecendo e lamentar os ataques sofridos. “É triste perceber que um ano após o STF criminalizar a homofobia, esse mal ainda exista", escreveu.

Maurício acredita que os ataques estão sendo realizados por cumprir sua função dentro da casa de leis, e disse que desempenha seu papel como oposição à atual gestão, e por isso foi gravemente atacado.

"Violência verbal também fere. A falta de respeito também machuca. Não falo apenas por mim. Os relatos de LGBTfobia cresceram mesmo em meio a atual pandemia. Muitos desses [LGBTSQ+] podem não ter voz, como eu tenho por ser legislador", lamentou Mauricio.

O vereador informou também que buscou apoio jurídico e que a situação será resolvida na justiça. “Não deixarei passar em branco os ataques”, afirmou.

ORGANIZAÇÕES LAMENTAM ATAQUES

A Organização das Mães pela Diversidade em Mato Grosso, lamentou por meio de nota os ataques sofridos. “É evidente que Maurício ficou sentido com a afronta e a organização não-governamental Mães pela Diversidade MT vem a público abraçá-lo, amenizando o sofrimento causado pelos ataques e também pela exposição de sua imagem. Quando um LGBT é violentado, seja qual for a violência, as mães sentem".

A Igreja do Evangelho Quadrangular de Sorriso também lamentou o ocorrido e em nota disse "manifestamos total repúdio frente a toda e qualquer atitude antibíblica que exalte o preconceito, declarações homofóbicas, racistas, misóginas, xenofóbicas ou de qualquer natureza que propague ódio. Como nos instrui a palavra de Deus, a qual acreditamos, ensinamos e pregamos em nossas reuniões a amar o próximo, assim como Deus nos amou e entregou seu filho por nós.

Imagem: (Reprodução/Facebook)

Mauricio Gomes

 

 


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://www.muvucapopular.com.br