Igreja Batista Getsemâni

Após ser "metralhado", Fábio Garcia desiste e joga a "bomba" pra França

Pupilo do governador tem ficha corrida; Bussiki deve ser vice

Redação Muvuca Popular
redacaomuvuca@gmail.com

Reprodução

Reprodução

Reprodução

Fábio Garcia e Roberto França

Foto: Reprodução

O suplente de senador e presidente do DEM em Mato Grosso, Fábio Garcia, desisitiu de última hora, de ser candidato a prefeito de Cuiabá.

Garcia recebeu na semana passada uma metralhadora de críticas que expunha seu lado sombrio e as maracutaias da família, incluindo sua esposa, denunciada pelo Minitério Público por ser funionária fantasma.

A 'fuga' do pupilo do governador Mauro Mendes pegou o eleitorado cuiabano de surpresa e, em uma dobradinha de última hora, o DEM colocou Fábio para escanteio e indicou o vereador Marcelo Bussiki para representar o partido como vice na chapa de Roberto França (Patriota).

A informação foi confirmada pelo presidente do DEM em Cuiabá, secretário de Esportes Alberto Machado, o Beto Dois a Um.

Para despistar, Fábio disse que teria recebido um “pedido especial” do governador do Estado Mauro Mendes (DEM), e do presidente da Assembleia Legislativa (ALMT), Eduardo Botelho (DEM).

"Eles pediram que eu desse um passo atrás e apoiasse a candidatura do ex-prefeito de Cuiabá, Roberto França, por entender que ele neste momento estava melhor posicionado que eu para a disputa eleitoral de 2020”, disse.

O próprio Botelho, porém, também foi pego de surpresa, o que escancara a mentira, já que nos últimos dias o presidente da Assembleia estava em entusiasmada articulação pró-Garcia.


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://www.muvucapopular.com.br