Igreja Batista Getsemâni

Presidente da AL defende retirada de desconto previdenciário de doentes terminais

Deputado defende meio termo

Matheus Maurício
redacaomuvuca@gmail.com

Assessoria

Assessoria

Assessoria

Deputado Max Russi

 

Em um de seus primeiros atos como presidente da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (ALMT), o deputado Max Russi (PSB) e outros parlamentares se reunirão no início da tarde desta quinta-feira (25) com o govenador Mauro Mendes (DEM) para discutir mais uma vez o que pode ser feito em relação à alíquota previdenciária dos aposentados. Em entrevista ao Jornal do Meio Dia (TV Vila Real – canal 10.1), o político citou que novas proposições poderão ser apresentadas em relação ao desconto aprovado.

“Temos que tirar [o desconto] desses que estão com doenças terminais e isso eu acho que é pacífico um entendimento da Assembleia e do governo. A outra questão é achar um meio termo (...) talvez não o ideal para os aposentados, nem o ideal para o governo, mas nós precisamos encontrar um meio termo. Acho que a previdência é um problema, eu defendo muito que nós precisamos buscar outras receitas”, citou o parlamentar.

A solução prevista pelo deputado é similar à que já foi elencada pelo petista Lúdio Cabral dias atrás. Isso porque, toda a situação emblemática envolvendo a PLC 36, começou quando Mendes vetou a medida apresentada, que visava isentar os aposentados e pensionistas dos 14% elencados na nova reforma.

Depois disso, houve uma votação recente sobre a derrubada veto e nesta a maioria acatou a decisão já pré-determinada pelo Chefe da Casa Civil e manteve o valor a ser retirado dos beneficiários.

Sobre isso, Russi defendeu decisões mais compostas para serem colocadas em ação, isso para de outros modos de “colocar” dinheiro dentro da Previdência. O presidente citou que, assim, de tempo em tempo as regras não precisarão ser mudadas novamente.

“Esperamos aí que a gente consiga avançar nessas pautas que são importantes para o Estado de Mato Grosso é o desejo de todos os deputados”, concluiu o político.


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://www.muvucapopular.com.br