Igreja Batista Getsemâni

Taxa de ocupação de UTIs particulares em Mato Grosso beira os 90%

Número preocupante foi divulgado nesta segunda-feira (1º)

Matheus Maurício
redacaomuvuca@gmail.com

SES/MT

SES/MT

SES/MT

Leitos UTI

 

A ocupação nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) dos hospitais particulares de Mato Grosso também se aproxima de uma situação considerada “crítica”. Isso porque, a taxa de ocupação nesta segunda-feira (1º) estava na casa dos 90%, restando apenas 10% livres em todo o Estado. Os dados foram levantados e divulgados pelo Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso (Sindessmat).

A situação das instituições particulares referente aos leitos que tratam de pacientes em um caso já mais grave de Covid-19 é mais crítica do que na semana passada. De acordo com a nota enviada ao emanuelzinho, na terça-feira passada (23), 86% desses locais já estavam com pacientes, um aumento gradativo de 4% que só piora as condições das unidades que estão “saturadas” de pacientes com casos leves, moderados e até graves.

Em relação aos leitos de enfermaria, houve um aumento maior ainda na quantidade de pacientes internados. Segundo o comunicado do Sindessmat, na semana passada a taxa de ocupação estava em 80%, já com a atualização dessa semana, passou para os 88%.

O Sindessmat reforçou ainda, que, se necessário, as unidades podem remanejar novos leitos exclusivos para o tratamento da Covid-19 e segue monitorando o comportamento do vírus no Estado.

Leitos públicos

A situação em leitos disponibilizados pelo Estado também gera grande preocupação. Isso porque um novo levantamento feito pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), no final desta segunda-feira, apontou que a taxa de ocupação dos leitos públicos de UTI está na casa dos 88%. O número só não está maior ainda pois foi entregue pelo Paiaguás novos 20 leitos ao Hospital Estadual Santa Casa.


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://www.muvucapopular.com.br